Como escolher nome para restaurante

Deixar um comentário

Para quem planeja empreender, escolher o ramo de atividade é um primeiro desafio. Depois, refinar essa decisão é o próximo passo. A cada etapa, as opções são muitas e você precisa optar pelas vias que mais interessam, que mais oferecem oportunidades de sucesso e menores riscos. No caso do segmento de alimentação, encontrar o nicho enfocado é importante, porque o tipo de produto oferecido determina toda a operação do estabelecimento. Tão importante é o momento de construir a identidade e outros aspectos, como escolher nome para restaurante ou lanchonete, por exemplo.

É importante ter em mente que escolher o nome do restaurante é uma decisão de comunicação, a partir da qual as estratégias de marketing e de divulgação serão construídas. Ao mesmo tempo, o nome e a identidade escolhidos serão carregadas por algum tempo. É claro que nada é definitivo e sempre pode ser alterado, mas não é comum mudar o nome de um estabelecimento como um restaurante muitas vezes, até por resultar em custos de sinalização, placas, cardápios e peças de divulgação.

Por saber que esse tipo de decisão não é simples, separamos dicas para você que pretende construir um negócio de alimentação, como lanchonete, bar, café ou restaurante, e ainda não escolheu o nome do lugar.

cadeiras de madeira na calçada em frente a um restaurante
Ter claro o conceito do restaurante, do cardápio e do público-alvo antes de escolher o nome pode facilitar a tarefa. Foto: iStock

Confira também:

Como escolher nome para restaurante

As possibilidades são muitas, mas é preciso fazer, já de início, uma filtragem nas opções, eliminando aquelas que pouco tenham a ver com a gastronomia a ser servida. Por exemplo, faria pouco sentido colocar um nome oriental em um restaurante de comida campeira.

Por isso, se ainda não decidiu o cardápio e o tipo de culinária, considere fazer isso antes, para depois escolher o melhor nome, aquele que tenha a ver com a essência do seu estabelecimento.  É provável que, para desenhar as opções oferecidas no menu do restaurante ou lanchonete, outros aspectos sejam avaliados. O público alvo e o poder aquisitivo de sua clientela serão decisivos tanto para os pratos servidos como para a identidade. Você certamente tem uma ideia de quem é seu público, porque deve ter um imóvel em vista ou uma localidade preferencial.

Na prática, a ideia é que públicos de poder aquisitivo mais baixo, como o das classes C e D tendem a priorizar preço e simplicidade sobre requinte e sofisticação. O cardápio e o nome do restaurante precisam refletir esses valores. Se o foco é um consumidor de classe A, com maior poder de compra e apreço por produtos elaborados, premium e gourmet,  a proposta muda.

Inspiração para o nome

Com cardápio e público-alvo claramente definidos, você pode começar a pensar em alternativas e opções de nome. Uma técnica para liberar a criatividade é o chamado brainstorm, que significa, traduzido ao pé da letra, “tempestade de ideias”. Essa técnica pode ser usada para vários fins, desde análise e busca de soluções de problemas até execução de planos de ações e fomentar a criatividade coletiva e individual.

Se você tiver sócios ou familiares com quem possa dividir a tarefa, pode tentar se reunir e, em um clima descontraído, levantar ideias. Vale fazer piadas e trocadilhos, livremente. As opções ruins serão separadas das boas em um segundo momento. Se a atividade for em grupo, é importante que uma pessoa fique responsável por anotar as propostas. Depois, as melhores serão escolhidas.

Um recurso complementar, em um mundo cada vez mais digital, é recorrer a sites e pesquisas na Internet. Buscar no Google e no Facebook os termos de que você mais gosta pode dar uma ideia interessante. Você pode descobrir que existem dezenas de estabelecimentos chamados “Bar do João”, de Piracicaba-SP a Praia Grande-SP, de Goiânia-GO a Mogi das Cruzes-SP. Ou então, pode verificar que os locais que usam “bistrô” perseguem um certo ar de sofisticação, enquanto “casa”, “cozinha”, “fogão” e “panela” remetem a uma culinária mais caseira.

Há sites e serviços que oferecem um “gerador de nomes de empresas“. Há opções em inglês, como a oferecida pelo Shopify, como  em espanhol, como em português. Essas ferramentas criam termos aleatórios que não necessariamente existem no dicionário mas soam bem, mesmo sem significar nada. Ou buscam domínios de internet disponíveis a partir de variações comuns de termos que você definir (por exemplo: a partir de “mineiro”, você receberá opções de “BarMineiro”).

Sugestões de nomes para restaurante

Se você está sem ideias ou quer uma ajudinha, separamos uma lista de nomes. Praticamente todos já são usados por um ou mais restaurantes Brasil afora — por isso, caso goste de algum, não se anime tanto. Mas você sempre pode encontrar uma variação ou ajuste para se diferenciar. à lista:

  • Sugestões de nomes para restaurantes de comida mineira:
    Tradição Mineira, Fogão a Lenha, Fogão de Minas, Gosto Mineiro, Panela de Minas, Aconchego Mineiro, Cheiro de Tempero Mineiro, Segredos de Minas, Prosa do Mineiro e Sabor de Minas.
  • Sugestões de nomes para restaurantes de comida italiana:
    Massas & Cia, Massas & Alegria, Cantina do Sabor, Sapore, Palatare, Ristorante D’tália e Per Mangiare.
  • Sugestões de nomes para restaurantes self service:
    Sabor Express, Tempero Caseiro, Paladar, Panela de Ferro, Brasileirinho, Prato Cheio, Aroma da Horta, Parada Obrigatória, Fome Zero Comida Express  e Comidinha da Vovó.
  • Sugestões de nomes para restaurantes de comida árabe:
    Kibão (que tem duplo sentido), Kib’s & Cia, Mil e Uma Noites, Delícias Árabes, Iguarias do Líbano.
  • Sugestões de nomes para restaurantes de comida portuguesa:
    Panela Lusitana, Sabor Lusitano, Rei do Bacalhau, Cia do Bacalhau, Cozinha Portuguesa, Portuguesa Com Certeza!

Se você não gosta de sugestões prontas, mas prefere criar suas próprias ideias, aqui vão dicas de como compor o nome:

  • Você pode colocar, no nome, a especialidade da casa. Por exemplo, se o restaurante é especialista em costela assada, um nome razoável seria: “Costelaria Sabor & Cia”.
  • Restaurante do Gordo, Restaurante Tio Patinhas são exemplos utilizados com certa frequência que dizem pouco sobre o tipo de prato servido. Mas podem funcionar, caso sua ideia seja construir uma identidade a partir dessas marcas.
  • Usar o nome do chef de cozinha ou da família também é uma opção recorrente. Ela faz mais sentido no caso de personalidades conhecidas.

 

Seja um nome engraçado, seja pretensioso, seja simples, seja inovador… Escolher o nome do restaurante é um momento especial, porque vai definir muita coisa dos seus próximos anos. Em um segundo momento, você possivelmente vai querer utilizar um logotipo e desenvolver uma identidade visual própria. A convicção de um nome com personalidade seguramente facilitará as etapas seguintes.

Gostou das dicas de como escolher nome para restaurante? Compartilhe