4 premissas para uma boa gestão financeira e orçamentária

[easy-social-share buttons="facebook,google,linkedin,twitter,pinterest,whatsapp" morebutton="1" counters=1 counter_pos="hidden" total_counter_pos="leftbig" hide_names="yes" template="big-retina"]
Deixar um comentário

Um dos segredos e maiores desafios para o sucesso empresarial é a boa gestão financeira e orçamentária. Sem ela, fica difícil expandir o negócio e obter lucro no final do mês. Por isso, é fundamental que o empreendedor dê prioridade para esse processo, mantendo um rigoroso controle sobre o caixa da empresa.

Essa tarefa não é simples, pois requer conhecimento sobre finanças. Em pequenas e médias empresas, nas quais as equipes são enxutas, o desafio é ainda maior, pois nem sempre há uma pessoa que faça exclusivamente a gestão financeira e orçamentária. Colocando algumas estratégias em prática, porém, é possível reduzir os riscos de fracasso.

gestão financeira e orçamentária
Uma boa gestão das finanças é fundamental para a saúde da empresa. Foto: iStock, Getty Images

A importância da gestão financeira e orçamentária

Pense na gestão financeira como um processo que, se bem feito, fará o seu negócio avançar. Com ela, a empresa tem controle dos gastos e lucros – o que é essencial para não acabar se perdendo.

O gerenciamento financeiro é o coração pulsante de cada negócio, afirma Jeff Epstein, parceiro operacional na Bessemer Venture Partners, em artigo para a Entrepreneur. Segundo ele, o dinheiro entra e sai e, por isso, é fundamental garantir que você está seguindo o regime certo para manter a saúde da organização.

Agora, que tal conferir quatro recomendações para fazer uma gestão financeira e orçamentária eficiente?

4 dicas de gestão financeira e orçamentária

1. Planejamento estratégico

Essa etapa é fundamental para a gestão financeira e orçamentária, lembrando que ela deve ser feita periodicamente.

Crie um documento que inclua os objetivos e a missão da empresa e, a partir dele, você poderá desenvolver o planejamento estratégico. Para isso, é necessário definir planos operacionais, prazos e projetos. Durante esse processo, não esqueça de transformar os dados do documento em números.

2. Orçamento

A elaboração de um orçamento anual contribui para que a empresa mantenha o controle das finanças. Nessa etapa, é essencial atentar para alguns critérios, como projetar o Balanço Patrimonial, estabelecer metas financeiras e um plano com os objetivos da empresa.

Dessa forma, você poderá avaliar se a companhia está conseguindo alcançar as metas financeiras ou não, o que possibilita desenvolver estratégias para melhorar o desempenho.

3. Fluxo de caixa

O fluxo de caixa deve ser visto pelo empreendedor como um instrumento da gestão financeira e orçamentária, pois ele ajuda a controlar as contas do negócio. Por meio dessa ferramenta, é possível antecipar as despesas e receitas e planejar um horizonte de três a 12 meses.

Hoje, há uma série de softwares e ferramentas online que ajudam a controlar o fluxo de caixa, uma boa opção para empreendedores que têm dificuldade de organização.

4. Contas pessoais

Na hora de gerenciar as finanças do negócio, o empreendedor deve ter cuidado para não misturar as contas pessoais com as da empresa. Esse erro pode ter consequências graves para o empreendimento, pois fica difícil manter o controle dos gastos assim.

Defina um valor que você poderá tirar do negócio mensalmente e não tire dinheiro a mais do que o estipulado. Assim, a empresa poderá manter o orçamento em dia.

Com essas recomendações em mente, é hora de planejar as finanças de seu negócio. Lembre-se: controlar os recursos financeiros é essencial para não fracassar.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas:

Confira 5 ferramentas de gestão financeira para adotar em sua empresa

Controles financeiros: confira 4 dicas para gerenciar as finanças

Saiba como fazer uma gestão de custos eficiente

Veja 6 dicas para melhorar o controle financeiro da sua empresa

Entenda a importância do orçamento empresarial