Easy Taxi, Tappsi e a maior fusão de empresas startups da América Latina

Deixar um comentário

Ainda no final do ano passado, Easy Taxi e Tappsi realizaram a maior fusão de empresas que operam no modelo de startup na América Latina. Concorrentes até então, o principal objetivo da união é a acelerar o crescimento do mercado em uma área que ainda tem muito potencial a ser explorado.

Hoje, estima-se que apenas 15% de todas as corridas de táxi são pedidas através dos aplicativos especializados. Com a fusão, as empresas passaram a ter, juntas, mais de 8 milhões de corridas por mês.

Mas os números vão além. De acordo com levantamento feito pelas parceiras, a base compartilhada de usuários agora superará 25 milhões, e o número de taxistas passará a ser de meio milhão.

Além dessas vantagens, a medida visa também uma melhoria da indústria dos transportes na América Latina. A ideia é reformular o setor e melhorar os níveis de serviço e, consequentemente, oferecer tanto a taxistas quanto a passageiros melhores experiências. Apesar da incorporação, as duas empresas continuarão operando de forma independente, com equipes e negócios separados.

fusão de empresas
Base compartilhada de usuários do Easy Taxi e Tappsi superará os 25 milhões. Foto: iStock, Getty Images

Diferentes tipos de fusão de empresas

Ficou interessado nessa história de fusão de empresas? Esse tipo de incorporação acontece, geralmente, por dois objetivos, conforme explica o empresário Sergio Arruda, consultor da GCT-Consult.

“As fusões são buscadas por quem quer entrar em novos mercados (fusões horizontais) ou no caso de empresas que queiram novas etapas na cadeia de valor de um mesmo setor (quando verticais)”, completa.

Um exemplo do primeiro caso é a fusão de uma empresa alimentícia com uma empresa de bebidas. Assim, um novo mercado, o de bebidas frias, é conquistado pela primeira empresa.. “A união da Pepsi com a Elma Chips é um exemplo”, lembra Arruda.

Para exemplificar as fusões verticais, pode-se imaginar uma empresa fabricante de automóveis se unindo com uma empresa de autopeças, ou uma empresa de transporte se fundindo com uma empresa de armazenagem.

Existe ainda o caso de fusão de empresas exatamente no mesmo mercado, concorrentes, como o das startups de aplicativos de taxi Easy Taxi e Tappsi.

Vantagens e cuidados para realizar uma fusão

Se você está pensando em fundir a sua empresa, é preciso pesar os prós e contras. O processo de fusão pode ser definido no meio organizacional como um “queima etapas” na integração do novo mercado ou da nova atividade incorporada.

Isso porque, segundo o consultor da GCT-Consult, você traz uma estrutura já organizada e com resultados já conhecidos. Assim, economiza não só dinheiro, mas, também tempo na construção de um novo mercado, partindo-se, portanto, diretamente em busca de sinergias e uso compartilhado de infraestrutura.

“É o atalho para entrar em um novo mercado, ganhar market-share ou integrar novas atividades em sua cadeia de valor”, pondera Arruda. No entanto, queimar essas etapas também significa alguns riscos.

Ao realizar uma fusão de empresas, você traz com ele uma cultura nova, ao contrário de quando se cria um novo negócio, em que a implementação das ideologias da empresa-mãe é feita com mais facilidade.

A dica do especialista nesses casos é desenvolver um plano de integração, que contemple a compatibilização dos valores, normas, políticas, sistemas, da cultura já existente.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.