Magnetis promete mudar a forma como você escolhe seus investimentos

Deixar um comentário

Quando você fica na dúvida sobre como investir o seu dinheiro, pensa logo em ir até o banco e conversar com o gerente ou procurar um consultor independente, certo? Esse é o procedimento mais comum, mas já começam a surgir alternativas para mudar essa realidade. Entre elas, está a Magnetis.

Assim como já é comum fora do Brasil, a empresa promete oferecer soluções de autoatendimento pela internet, que determinam, sem precisar sair de casa, qual investimento é a melhor escolha para o seu perfil.

Magnetis em ação

O processo de consultoria que vai resultar nas escolhas de investimentos começa a partir de um aplicativo que funciona pela internet. Tudo baseado em metodologias de alocação de ativos e otimização de carteiras.

O primeiro passo é a análise dos objetivos financeiros que você possui, que acontece a partir de um questionário e ferramentas interativas de simulação. Depois, é a vez dos profissionais da Magnetis entrarem em ação, com um plano de investimentos.

Para chegar a essa recomendação, destaca o CEO da Magnetis, Luciano Tavares, os algoritmos da empresa analisam mais de 15 mil produtos financeiros, capazes de encontrar a combinação que melhor se encaixa no perfil identificado.

Até aqui, a startup não cobra nada de seus clientes. Mas, caso o plano de investimentos agrade e você resolva implementá-lo, é cobrada uma taxa de consultoria sobre o valor investido, que fica em torno de 0,40% ao ano.

Luciano Tavares, CEO e fundador da Magnetis
Luciano Tavares, CEO e fundador da Magnetis. Foto: Magnetis, divulgação

Depois de realizada a aplicação, a carteira de ativos pode ser acompanhada online, em tempo real. Também monitorada diariamente pela empresa, você recebe sugestões para otimizar as suas escolhas, de acordo com os movimentos do mercado.

“A Magnetis é a pioneira nesse tipo de serviço na América Latina, se destacando pela tecnologia de ponta e uma equipe multidisciplinar de especialistas financeiros”, enfatiza o CEO.

Para ele, o principal diferencial trazido pela startup é oferecer um serviço automatizado, que permite qualquer pessoa investir, independentemente das suas experiências ou patrimônio disponível.

Como surgiu a Magnetis

Na área de investimentos desde 1994, Luciano Tavares sempre trabalhou como gestor de clientes que acumulavam grandes fortunas. Foi na prática que pôde perceber a dificuldade de acesso aos que tinham pouco tempo – e, principalmente, menos dinheiro – para aplicar.

Entusiasta da tecnologia, em 2012 saiu da empresa em que era sócio e decidiu fundar a Magnetis, com o objetivo de desenvolver uma consultoria de investimentos mais moderna e acessível para qualquer cliente.

“Nosso público alvo é constituído por profissionais liberais ou técnicos (engenheiros, publicitários, médicos, etc), na faixa dos 25 a 50 anos, que geralmente têm pouca experiência em investimentos, pouco tempo ou disposição para se dedicar a investimentos e que utilizam a tecnologia no seu dia a dia”, explica Tavares.

Desafios pelo caminho

Se por um lado a crise econômica do país exige um alerta de cuidado entre os empresários, para Tavares o momento é uma oportunidade de privilegiar o planejamento financeiro de longo prazo. É aí que ele espera que a Magnetis cumpra o seu papel.

“Além disso, há também muitas oportunidades interessantes que podem ser capturadas pelos investidores como os altos juros oferecidos pelos títulos de renda fixa”, exemplifica.

Como a empresa ainda é jovem, o maior desafio é construir uma marca reconhecida no país, que passe aos clientes credibilidade e segurança para apostar o seu dinheiro. Mas essa, entende Tavares, é tarefa construída ao longo do tempo. Cliente por cliente.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.