My Sweet Brigadeiro: conheça o case de sucesso brasileiro em Nova York

Deixar um comentário

Montar um negócio de sucesso é o objetivo de vida de muita gente. Abrir uma empresa em Nova York e trabalhar fazendo o que gosta não cabe nem nos sonhos da maioria. Mas foi exatamente o que a estilista carioca Paula Barbosa conseguiu com a My Sweet Brigadeiro, startup gastrônica que vende brigadeiros gourmet em Manhattan.

Aproveitando a oportunidade

Identificar uma oportunidade de negócio é o grande desafio do empreendedor. Por melhor que seja o produto, a empresa só dará certo em um ambiente que conte com o público interessado e ainda não saturado pela concorrência.

Paula se mudou para Nova York em agosto de 2010 para fazer um curso de moda. A oportunidade de negócio surgiu para ela quando presenteou uma amiga com brigadeiros feitos por ela. Contando com a ajuda do “markting boca a boca”, a fama de seus doces se espalhou.

My Sweet Brigadeiro
Startup gastronômica criada por estilista brasileira faz sucesso nos EUA com a venda de brigadeiros gourmet. Foto: Divulgação

Paula, que não é chef e nunca tinha trabalhado com doces no Brasil, se viu diante de uma oportunidade rara: tinha demanda e não tinha concorrência. Mas será que o produto era suficiente para lançar um empreendimento de sucesso?

Em entrevistas, ela diz que o impulso decisivo para montar a My Sweet Brigadeiro veio quando recebeu encomenda para preparar seus brigadeiros para a festa do vice-cônsul brasileiro na cidade. Em fevereiro de 2011, mais um impulso: uma nota no prestigiado The New York Times.

Com o posterior acúmulo de encomendas, ela montou o site mysweetbrigadeiro.com e investiu em embalagens caprichadas. Com o passar do tempo, a empresa passou a adotar a URL mysweet.com, para facilitar a compreensão dos americanos.

Ela também passou a contar com uma sócia, a também brasileira Cristina Bhan. Atualmente, a empresa está alugando um espaço e as instalações da incubadora culinária Hot Bread Kitchen (HBK), sediada em East Harlem.

Aposta na receita da vovó

Como lançar um produto inédito em um mercado de trabalho? Esse era o desafio inicial da My Sweet Brigadeiro: levar os tradicionais doces brasileiros para os Estados Unidos, onde a sabedoria popular dizia que o brigadeiro não tinha como dar certo porque é muito doce para o paladar local. Paula diz que isto nunca foi um problema para os seus doces e que começou utilizando a mesma receita que aprendera com sua avó Lucila.

Originalmente, a My Sweet Brigadeiro trabalhava com os sabores tradicional (de chocolate), coco e pistache. Hoje, já são 18 sabores, vendidos em nove tamanhos de caixas diferentes. A mais barata, com oito unidades, sai por US$ 20. A mais cara, com 100 unidades, sai por US$ 160, e é voltada para festas e eventos. Em entrevista à BBC, Paula diz que o best seller da marca é uma caixa com 30 brigadeiros, que sai pelo preço de US$ 52.

A My Sweet Brigadeiro trabalha especialmente com vendas online, mas também produz para eventos e vende em locais específicos, como a rede de mercados orgânicos Whole Foods. Recentemente, também fechou parceria com Häagen-Dazs, para o lançamento de um sorvete sabor brigadeiro, o Tres Leches Brigadeiro.

Quem diria que o bom e velho brigadeiro poderia chegar tão longe?