Pagosonline: conheça a empresa colombiana de pagamentos eletrônicos

Deixar um comentário

Alguns amigos se juntam para formar uma empresa revolucionária e, de quebra, ficaram ricos. Essa parece ser uma história criada em Hollywood ou a origem de uma companhia de sucesso do Vale do Silício, mas é como se formou a Pagosonline, maior empresa de pagamentos eletrônicos da Colômbia e hoje parte de um dos maiores conglomerados de comércio eletrônico mundial.

O começo da Pagosonline

Pagosonline é uma empresa fundada em 2002 pelos amigos colombianos José Fernando Vélez, economista da Universidade de Andes de Bogotá; Martín Schrimpff, engenheiro mecânico da Universidade de Edimburgo, Escócia; e Santiago Spinel. A pedido do site de compras MercadoLibre.com, eles passaram a desenvolver uma plataforma que permitisse pagamentos eletrônicos.

Pagosonline
Pagosonline é uma empresa colombiana de processamento de transações eletrônicas que atualmente atua como PayU Latam. Foto: iStock, Getty Images

Inspirados no modelo de negócio do PayPal, eles tinham o objetivo de criar um código único para o processamento de transações virtuais para facilitar a vida de empresas que investiam no comércio online.

Uma ferramenta para dominar o mercado

Logo no início, a saúde da empresa viria a ser colocada em xeque, após serem obrigados assumir a dívida de uma fraude contra um de seus clientes. Endividada, a Pagosonline também teve a baixa de Spinel, que optou por deixar o negócio.

Mas, em vez de ver o negócio afundar, Veléz e Schrimpff optaram por transformar o limão em limonada. Em 2004, eles criaram o produto que iria mudar os rumos do negócio, o Fraud Vault.

Com esta ferramenta, a empresa passou a rapidamente poder avaliar o risco de cada transação eletrônica que processa. Para isso, começou a verificar dados estatísticos e históricos e a comparar bases de dados de bancos, centrais de risco e históricos de pagamentos.

Ao encontrar alguma inconsistência, o usuário passou a ser contatado para que fosse verificado quem estava por trás da compra e, em caso de fraude, a operação era bloqueada.

Ao agregar valor ao seu produto, a Pagosonline consolidou a sua posição como principal gerenciador de pagamentos eletrônicos da Colômbia.

Internacionalização da Pagosonline

Com um rápido crescimento, que chegaria a casa dos 400% ao ano em 2010, a Pagosonline logo se tornou alvo da cobiça de empresas estrangeiras maiores. O primeiro passo para a internacionalização da companhia veio naquele mesmo ano de 2010, quando se tornou parte da companhia brasileira Buscapé.

No ano seguinte, o conglomerado Buscapé foi adquirido pela Naspers, gigante sul-africana do comércio eletrônico e proprietária da rede de plataformas de pagamentos PayU Group. Cada vez mais internacionalizada, em 2013, a Pagosonline deixaria de existir sob o seu nome original e responderia oficialmente sob o nome de PayU Latam.

Atualmente, como PayU, oferece serviços para consumidores, empresas e desenvolvedores. Para os primeiros, oferece garantia de segurança e proteção nas compras online. Para os segundos, vende o serviço de gerenciamento das transações online e permite que um e-commerce aceite pagamentos através de site, celular, redes sociais e e-mail. Para os desenvolvedores, oferece múltiplas opções de integração do comércio eletrônico para facilitar a vida de suas empresas clientes.