Saiba como abrir empresa em 10 passos

Deixar um comentário

A burocracia é um dos grandes desafios para quem quer abrir empresa. Na América Latina, a demora para a formalização de um novo negócio é de 29 dias, de acordo com levantamento do Banco Mundial.

Mas as dificuldades enfrentadas pelos novos empreendedores vão muito além da formalização. O esforço para abrir empresa é uma criação com etapas bem definidas, que vão desde a concepção da ideia até a gestão do negócio.

Se você tem o desejo de se tornar um empreendedor, colocando a sua marca no mercado e passando a ser o seu próprio chefe, confira abaixo como abrir empresa em 10 passos.

abrir-empresa
O processo de abertura de uma empresa tem etapas bem definidas – desde a concepção da ideia até a gestão do negócio. Foto: iStock, Getty Images

10 passos para abrir empresa

 

  1. Concepção

O primeiro requisito é estar ciente de que é necessário foco e determinação para abrir uma empresa e torná-la um case de sucesso. Tendo essa disposição, o próximo passo é definir qual o produto ou serviço a ser criado.

“Definir qual atividade ou ramo comercial a empresa explorará é um ponto vital. A tendência é que os empreendedores desejem abrir um negócio em uma área que dominam, mas isso não basta”, diz o contador Vicente Sevilha, autor dos livros Assim nasce uma empresa e Empreendedorismo de sucesso. O ideal é que a atividade seja em um segmento ao mesmo tempo viável, do seu agrado e do seu conhecimento.

  1. Modelo de negócio

O modelo de negócio é uma ferramenta criada pelo consultor suíço Alexander Osterwalder, em 2008, explicada no livro Business Model Generation. Ao contrário do plano de negócio (veja o item a seguir), o modelo é objetivo e visual, podendo ser resumido em apenas uma página. Nele devem constar o segmento de clientes, oferta de valor, canais, relacionamento, fontes de receita, recursos chave, atividades chave, parcerias chave e estrutura de custo.

  1. Plano de negócio

Antes de abrir empresa e depois de desenhar um modelo de negócio, o empreendedor também pode criar um plano de negócio. Esse é um documento mais detalhado, no qual são descritos extensamente itens como produtos e serviços, análise da concorrência, estratégia de marketing, segmento de clientes, distribuição societária, classificação tributária, estrutura organizacional e projeção financeira e de retorno.

  1. Criação da marca

Agora que você já sabe exatamente qual o seu produto e público-alvo, está na hora de pensar na marca da sua empresa. Se há um bom montante de dinheiro para investir, contratar uma consultoria de branding é uma boa ideia. Criada a marca, registre-a no órgão que regula a propriedade industrial em seu país.

  1. Contador e advogado

Toda empresa precisa de um sistema de contabilidade e de aconselhamento jurídico para sua atuação. Por isso, a dica aqui é contar com um contador habilitado e um advogado desde o primeiro passo. Com eles, você pode firmar um contrato de prestação de serviços e se preparar para a burocracia do processo.

  1. Burocracia

Esta é, para muita gente, a parte mais difícil ao abrir empresa. Peça orientação para o contador e o advogado na hora de formalizar a empresa, encaminhando o CNPJ, alvará, registro junto a sindicatos, contrato social, licenças de atuação, entre outros.

  1. Ponto de venda

Se a sua empresa é um comércio, a localização da loja é fundamental para o sucesso do empreendimento. O ideal é estudar o melhor local já no plano de negócios. Você deve levar em conta a concorrência na região, movimento de pessoas no local, logística para os clientes, custo de aluguel e outras variáveis.

  1. Recursos humanos

Para uma empresa ter sucesso, é fundamental que ela conte com profissionais qualificados e dedicados. Selecione minuciosamente os seus primeiros funcionários. Procure pessoas pró-ativas, pois elas ajudarão a construir o negócio do zero, sugerindo processos e padrões que ainda não estão desenhados.

  1. Comunicação

Você já tem uma marca e a empresa já está em atividade. Mas, para que o seu produto ou serviço seja procurado, ele precisa ser conhecido. Então invista em publicidade (on e offline), assessoria de imprensa e relações públicas.

  1. Prática

De nada adianta seguir todos esses passos se você não tiver paciência para aguardar os resultados. Pode demorar anos para você ter o retorno do investimento inicial. “Montar uma empresa vai exigir de você muita dedicação, muito esforço e, acima de tudo, muita perseverança”, afirma Sevilha.

Abrir empresa não é para qualquer um

Como explica Sevilha, a dedicação necessária para se abrir uma empresa deve ser levada em conta pelo aspirante a empreendedor. O salário constante e garantido, o trabalho com horas reguladas, o fim de semana de descanso, a preocupação que se encerra com o fim do expediente: você está pronto para abrir mão de algum ou de todos esses benefícios? Pense bem, tome a sua decisão com calma e, depois, boa sorte.