Aprenda a elaborar um plano de negócios para a sua empresa

Deixar um comentário

Antes de colocar uma nova empresa na rua, é essencial que um planejamento minucioso seja feito. Um dos pilares desse processo é o plano de negócios, um documento que descreve detalhadamente como o novo serviço ou produto vai funcionar. Essa é uma ferramenta fundamental para que a atividade seja posta em prática sem surpresas negativas.

Jamais trate com descaso o desenvolvimento do plano de negócios. Invista bastante tempo e dedicação nele, e não seja negligente em nenhum tópico. Caso contrário, você sofrerá consequências mais tarde, com imprevistos na hora implantar o projeto. O documento final costuma ficar com 30 a 40 páginas, em média.

É importante também ter a mente aberta a mudanças e revisões. “Durante o desenvolvimento do plano de negócios, o empreendedor pode sentir a necessidade de rever o conceito, a ideia ou a oportunidade novamente”, ensina o professor José Dornelas, especialista em empreendedorismo, no seu livro Plano de negócios – seu guia definitivo.

plano de negócios
Planejar é estar preparado para qualquer imprevisto ou necessidade de mudança dentro de uma empresa. Foto: iStock, Getty Images

Importância do plano de negócios

O plano de negócios não é capricho e, muitas vezes, vai além da conveniência. Quando o empreendedor pretende ingressar em uma incubadora ou obter ajuda de investidores e instituições de fomento, o documento é uma necessidade.

O motivo é óbvio. Ninguém vai investir ou dar oportunidade para um projeto que não se prova viável. Como, nessas situações, a importância do plano é ainda maior, uma opção é contratar uma consultoria júnior de uma universidade.

Como preparar um plano de negócios

– Descrição do produto e serviço

A primeira coisa a ser feita no plano de negócios é escrever qual será a atividade da sua empresa. Detalhe o ramo de atuação, defina a missão e faça um resumo dos principais pontos do plano, como se fosse uma introdução. Aqui você também deve definir o regime tributário, forma jurídica e capital social da nova empresa.

– Análise do mercado

Esse é o primeiro estudo que servirá para analisar a viabilidade do negócio. Faça uma pesquisa rigorosa sobre o mercado no segmento em que você está prestes a entrar. Pesquise quais serão os concorrentes (e seus pontos fortes e fracos) e conheça o perfil dos clientes em análises quantitativas e qualitativas.

Nesse tópico, você deve se fazer a seguinte pergunta: “Por que os clientes vão escolher o meu produto e não o outro?”. Comece a pensar nos seus diferenciais competitivos.

– Marketing

Sabendo qual o produto a ser oferecido e qual o perfil do cliente, o próximo passo é definir de que maneira o serviço será comercializado. Defina os preços, a apresentação do produto, a forma de distribuição, as estratégias de promoção e também a comunicação da marca junto com o público-alvo.

– Plano operacional

Agora chegou a hora de pensar no que você vai precisar para colocar o negócio em prática. Comece pela estrutura organizacional, desenhando todos os recursos humanos necessários e sua distribuição hierárquica (o organograma da empresa). Pense na qualificação exigida de cada profissional, na sua remuneração e na infraestrutura e localização do seu ambiente de trabalho.

– Planejamento financeiro

Essa é a parte mais importante do plano de negócios. Aqui, você vai estimar (considerando as necessidades detalhadas nos itens anteriores) o investimento total para a implantação da empresa. Também deverá colocar nesse tópico as estimativas de gastos fixos, necessidade de capital de giro e uma previsão de faturamento. Cuidado: errar nessas contas pode trazer sérios prejuízos.

– Desenhar cenários

Por fim, simule várias situações: realistas, pessimistas e otimistas. Imagine possíveis dificuldades e já preveja as soluções para as hipotéticas crises.

Comentários

  1. JoaoCarlos dice:

    Um bom plano de negócios pode garantir o sucesso de um empreendimento, sem dúvidas!