Ciclos da economia: descubra se sua empresa está preparada

Deixar um comentário

Não são poucos os desafios enfrentados por quem decide abandonar a vida de empregado para abrir uma empresa. Burocracia, impostos, juros, encargos sociais e mão de obra resumem apenas algumas das preocupações diárias do empresário. Em meio a esse cenário conturbado, ainda é preciso lidar com os ciclos da economia e com o comportamento oscilante do mercado.

Não é por acaso, portanto, que tantas empresas vão à falência antes do primeiro ano de vida, e apenas a minoria sobrevive até o quinto aniversário. Pensando nessas dificuldades, reunimos algumas dicas para você adaptar seu empreendimento e superar as inevitáveis crises de mercado.

ciclos da economia
Crises no mercado são inevitáveis, mas cada empreendedor pode aprender a se preparar para atravessá-las. Foto: iStock, Getty Images

Dificuldades econômicas favorecem a inovação

Um empresário inteligente sabe usar os ciclos da economia a seu favor. É o que defende o Guia Pequenas Empresas & Grandes Negócios – Como manter viva sua empresa. “Cenários econômicos desfavoráveis desencadeiam a procura de soluções plausíveis e aguçam a criatividade do bom empreendedor. Portanto, é nesse criadouro econômico aparentemente avesso à expansão dos negócios que o mercado se mostra mais receptivo a novas ideias”, orientam os editores.

Assim, ao se deparar com uma conjuntura de dificuldade econômica, o empresário deverá usar sua criatividade estratégica e ousar para encontrar soluções diferentes. Complexa e difícil de executar, essa missão demanda um apurado senso de oportunidade. Nesse processo, pode ser útil conversar com empresários mais experientes, buscar capacitação específica em workshops, por exemplo, e recorrer a assessorias.

Como funcionam os ciclos da economia

É difícil explicar os ciclos da economia de maneira simplificada sem ser demasiadamente superficial. Para ter sucesso no ramo dos negócios, no entanto, você não precisa ser um expert no cenário macroeconômico, e sim no segmento em que atua. Por isso, uma visão global tende a ser suficiente, principalmente no caso dos micro e pequenos empresários.

Vamos à descrição, portanto: os ciclos da economia são caracterizados por um movimento oscilatório e periódico de um grande número de fatores econômicos. Geralmente, porém, a oscilação é medida pela variação do Produto Interno Bruto (PIB) no decorrer do tempo. O cenário costuma ser dividido em quatro fases:

– Boom (crescimento vertiginoso)

– Recessão (estagnação, crescimento nulo)

– Depressão (encolhimento da economia)

– Recuperação (a economia volta a crescer)

Sobrevivendo aos ciclos da economia

Reunimos algumas dicas simples para você adaptar sua empresa aos poucos, de modo a construir uma base sólida e estar preparado para enfrentar os problemas que fatalmente aparecerão:

Seja racional e deixe o otimismo infundado de lado ao tomar decisões estratégicas

Analise o mercado de forma constante com a ajuda de profissionais especializados

Mantenha um controle rigoroso do estoque

Inove em produtos e processos, adaptando-se sempre à sazonalidade

Monitore a concorrência constantemente para entender os rumos de seus adversários

Informatize a gestão de seu negócio

Mantenha programas regulares de treinamento

Esteja atento às licitações. Elas podem funcionar como uma uma garantia em momentos de crise

Busque parceria com grandes empresas.

Outra dica para superar os ciclos da economia é buscar o engajamento dos funcionários. “Olhe para seus colaboradores como se eles estivessem atravessando o mesmo mar revolto que você e trate de lhes transmitir confiança. Em momentos de crise, o empresário deve liderar a equipe, isto é, voltar-se para seus funcionários e com eles buscar estratégias e mecanismos de integração que ajudem a superar os problemas”, estimula o guia da editora Globo.