Como abrir uma empresa no exterior

Deixar um comentário

Muitos brasileiros já pensaram em abrir uma empresa no Brasil e, por isso, estudaram o mercado e esbarraram em diversos processos burocráticos que podem, inclusive, inviabilizar a prática do negócio. Mas, como abrir uma empresa no exterior? O que poucos sabem é que esse processo é muito mais fácil.

Homem de camisa cinza sentado na mesa e olhando para o computador conversando com homem de pé de camisa azul
Contrate uma empresa de tradução que ofereça um advogado especializado em Direito Internacional. Foto: iStock, Getty Images

Veja como abrir uma empresa no exterior

Legalização e Burocracia

A maior burocracia para abrir uma loja no exterior, por exemplo, é o conhecimento. É natural que um advogado brasileiro não compreenda todo o funcionamento das leis de outros países. Por isso, o ideal é procurar uma empresa de tradução e um advogado internacional especializado, que pode ser brasileiro ou não. Mesmo que o empresário saiba o idioma do país onde pretende investir, alguns termos exclusivos de legislação podem dificultar a compreensão.

Nos Estados Unidos e em alguns países da Europa, considerados desenvolvidos, já é possível fazer toda a parte de legalização da empresa pela internet e isso deixa os preços muito mais acessíveis. O Brasil conta com o sistema do Simples Nacional, que facilitou muito, porém, alguns países permitem conseguir a legalização apenas preenchendo o cadastro online.

Vale considerar que haverá em qualquer lugar do mundo, a inspeção do local para verificar o cumprimento de normas de segurança, as exigências do Corpo de Bombeiros ou da Vigilância Sanitária. Se a empresa for de fertilizantes, por exemplo, haverá visita de órgãos ligados ao meio ambiente.

Nos Estados Unidos não existe uma lei específica de pagamento sobre pagamentos e benefícios aos funcionários, embora sejam exigidos. A negociação é feita diretamente com o contratado. A legislação do país irá cobrar aquilo que está no contrato e que, portanto, deve levar em conta as leis vigentes. Além disso, as taxas de encargos e impostos são quase inexistentes por causa do incentivo fiscal.

Passos e dicas para abrir uma empresa no exterior

  1. Contrate uma empresa de tradução que ofereça um advogado especializado em Direito Internacional ou contrate o profissional do país de seu interesse.
  2. Registre sua empresa em todos os órgãos exigidos pelo país.
  3. Se já possui uma empresa no Brasil, poderá utilizar o mesmo nome no exterior, mas tome cuidado com a distinção do tamanho da empresa. Com o crescimento, poderá ter que pagar mais impostos nos dois países. Se não tiver empresa no Brasil, escolha um nome.
  4. Estude a legislação específica para o ramo de atividade e se adeque às exigências.
  5. Espere a vista dos órgãos responsáveis e aguarde a liberação.
  6. Assim que for liberado o funcionamento, estará livre para o trabalho.
  7. Anote todas as exigências posteriores.
  8. Se por acaso a ideia for abrir uma empresa em um país da América do Sul, será muito mais fácil regularizar a situação de imigração. Poderá levar até 90 dias para o deferimento, mas a abertura da empresa será simplificada e não leva mais do que 20 dias. No Paraguai, por exemplo, é preciso ter cédula de identidade e ela só pode ser solicitada com o documento de imigração em mãos.

Independente do país que escolher o essencial é conhecer a legislação para facilitar todo o processo de abertura e, consequentemente, o desempenho da empresa.

Gostou das dicas sobre como abrir uma empresa no exterior? Conte nos comentários.

Matérias relacionadas

Conheça vantagens e desafios de abrir uma empresa internacional com sede no Brasil

Atrair e reter talentos é condição para o sucesso da sua empresa

Como abrir uma importadora: conheça os desafios do setor