Conheça os riscos da flexibilidade no plano de negócios

Deixar um comentário

Todo negócio exige muito planejamento. É fundamental que a sua criação seja feita a partir de um plano de negócios, documento norteador do empreendimento. No entanto, a prática pode se desenvolver diferente do papel, e alterações nesse roteiro podem ser necessárias, mesmo que o negócio já esteja em funcionamento. O que nos traz o questionamento: até que ponto é interessante prever a flexibilidade no plano de negócios?

Riscos da flexibilidade

A flexibilidade no plano de negócios é válida, mas pode trazer riscos desnecessários. Em artigo publicado na Entrepreneur, o autor do livro The Plan-As-You-Go Business Plan, Tim Berry, a alteração do plano pode significar a perda do foco e da identidade da marca, o que pode confundir o público-alvo e seus clientes mais fiéis. Por outro lado, Berry afirma que não há mérito nenhum em seguir o plano simplesmente por aquele ser o plano: cada situação depende de uma avaliação.

flexibilidade
Mudança de plano de negócios sempre é acompanhada de riscos, mas pode trazer benefícios se bem executada. Foto: iStock, Getty Images

Na hora de optar pela flexibilidade ou não do plano de negócios, há alguns fatores a serem levados em conta. Conheça abaixo dois deles e saiba como utilizá-los a seu favor.

Mantenha suposições em mente, mas não deixe estratégias de lado

Planejar os negócios em torno de suposições pode ser perigoso. Por isso, se você tem algumas ideias, mas não sabe se a melhor solução é acrescentar isso ao seu plano de negócio, pense nas estratégias. Por exemplo, se você tem pressupostos sobre tráfego e visitas ao site da empresa, baseie-se em conceitos de marketing online para decidir o caminho.

Identifique possíveis alterações nos pressupostos

Antes de pensar em alterar os pressupostos, é necessário identificar se eles ainda se mantêm. Independente da resposta que você encontrar, será importante realizar um diagnóstico e avaliá-los. Por que mudar? Existem pontos que devem ser mantidos? Por quais razões? Responder a essas questões pode ser determinante para saber qual o grau de flexibilidade que você deve dar ao seu plano de negócios.

Mudar ou flexibilizar?

A melhor resposta para essa pergunta é que não se deve revisar o plano de negócios de maneira leviana. Para Berry, as melhores estratégias são aquelas que levam mais tempo para serem implementadas. É normal você ficar insatisfeito com o plano de negócios, pois tem contato direto com ele. Por isso, é comum parecer velho ou chato, mesmo que o público-alvo não perceba dessa maneira.

Aprovou as dicas sobre a flexibilidade em relação ao plano de negócios? A alteração no plano significa uma série de riscos que o empreendedor deve estar disposto a correr. Se por um lado as mudanças podem resultar em perda de foco e até mesmo confundir seus clientes, por outro, não há necessidade de se prender completamente à estratégia traçada, pois isso pode limitar a visão do empreendedor.

Se você tem alguma dúvida, sugestão ou dica sobre o assunto, não deixe de comentar logo abaixo. Aproveite para compartilhar esse conteúdo com seus amigos, colegas e colaboradores, através das redes sociais.