Diferencial da empresa: 5 dicas para superar a concorrência

Deixar um comentário

Encontrar um diferencial capaz de colocar sua empresa em destaque não é uma tarefa simples: a forte concorrência exige aperfeiçoamento constante dos processos, além de uma visão apurada sobre os rumos do mercado.

O sucesso vai depender da sua capacidade de encontrar um critério real de diferenciação e consolidá-lo de tal forma que os clientes o reconheçam de imediato. Quando isso acontece, o consumidor é fidelizado e o negócio prospera.

Como encontrar o diferencial

“Diferenciação consiste essencialmente em obter destaque para a empresa oferecendo serviços e condições únicas na solução dos problema dos clientes. A estratégia é identificar os critérios mais importantes para os consumidores e desenvolver produtos baseados nesses fatores”, escreve o professor e consultor empresarial Neil Kokemuller, em artigo publicado no portal americano Chron.

Para isso, uma boa saída é investir em uma análise de mercado, investigando o setor para entender o comportamento dos clientes, o papel dos fornecedores e a força da concorrência.

diferencial
Para descobrir a melhor forma de se diferenciar da concorrência, é preciso analisar o mercado e os clientes. Foto: iStock, Getty Images

“Oferecer o produto de melhor qualidade, garantir a melhor solução para o problema e conceder condições exclusivas são exemplos de diferenciais”, complementa Kokemuller. Mas é preciso cuidado para não confundir um diferencial verdadeiro com pequenas – e temporárias – vantagens competitivas.

Atenção aos falsos diferenciais

Ao iniciar no mundo dos negócios, é comum apontar como diferenciais o preço mais barato e o atendimento personalizado. Mas é preciso cuidado com esses fatores, porque nem sempre esse tipo de diferencial pode ser sustentado com o crescimento da empresa. Quer entender por quê?

Se você oferece o menor preço porque opera com uma margem de lucro reduzida, nada impede que seu concorrente faça o mesmo. Pronto: seu diferencial foi para o espaço.

Se você consegue personalizar o atendimento porque a empresa é pequena, provavelmente terá dificuldades em manter esse padrão quando as vendas aumentarem. E agora, como se diferenciar?

Assim, são razões mais profundas que formam os diferenciais realmente competitivos. É preciso investir em critérios que justifiquem o preço reduzido, e não simplesmente baixar a margem de lucro.

Um diferencial verdadeiro se caracteriza por ser dificilmente copiado, específico e sustentável. Pode ser uma nova metodologia adotada ou uma tecnologia que alterou os processos da empresa a ponto de reduzir os custos, por exemplo.

5 dicas para consolidar o diferencial da sua empresa

1. Conheça sua empresa em detalhes

Você precisa ser um especialista no assunto no qual sua empresa está envolvida. Investigue o problema a fundo, descubra quem é afetado por ele, conheça a concorrência e invista com força para descobrir a melhor solução.

2. Seja pioneiro

Uma boa dica para se diferenciar é buscar resolver o problema em primeiro lugar. Se você conseguir identificar uma necessidade não solucionada pelo mercado, começará sem concorrentes e poderá consolidar diferenciais. Ficar de olho nas tendências tecnológicas pode ser uma boa opção.

3. Crie dependências para o cliente

Se você conseguir firmar um relação de dependência com o cliente – da qual ele terá dificuldades para sair sem prejudicar a si mesmo –, terá uma clientela mais fiel. Isso pode ser feito com processos e treinamentos específicos, por exemplo.

4. Dê atenção à equipe

Montar um bom time é uma das melhores formas de estabelecer um diferencial. Se você investir na contratação de profissionais de qualidade acima da média e oferecer incentivos para que eles produzam ao máximo, será difícil competir com a sua empresa.

5. Aposte na experiência do cliente

Mais do que um simples produto, grandes marcas têm se destacado por venderem verdadeiras experiências aos clientes. O consumidor se sente valorizado, percebe a preocupação dos empresários com a qualidade do atendimento e acaba criando um laço afetivo com a empresa.