Entenda o que é necessário para validar uma ideia de negócio

Deixar um comentário

Ter uma grande ideia, com aparente potencial para se transformar em uma bem-sucedida empresa, é para poucos. Pior do que isso é que, mesmo depois que ela surge, não há garantia de sucesso. Por isso, antes de partir para a ação, é preciso validar a sua ideia de negócio.

Etapa fundamental – e muitas vezes esquecida -, é ela que ajuda a entender se o seu grande projeto realmente tem potencial no mercado ou se é melhor recomeçar todo o processo criativo.

Como validar uma ideia de negócios

Especialmente para as empresas de menor porte, define Santiago J. Salom, co-fundador do Superhábitos.com, uma boa ideia é aquela que consegue solucionar um problema do cliente e, justamente por isso, ocupar uma demanda no mercado.

Mas antes de sair comemorando por finalmente ter encontrado a sua oportunidade, contenha o entusiasmo e parta para a validação da sua ideia de negócio.

Ideia de negócio
O Mínimo Produto Viável ajuda a analisar os resultados que o seu produto pode oferecer. Foto: iStock, Getty Images

Os métodos para chegar até lá são os mais variados, e envolvem desde análises anteriores até a aplicação do Mínimo Produto Viável (MVP), uma espécie de protótipo do seu produto, que ajuda a testar resultados.

“Dan Norris, por exemplo, pede para evitar as validações prévias e passar ao MVP em sete dias, enquanto outros propõem abordagens mais complexas. Um empreendedor deve provar os métodos e utilizar aquele que fica melhor com o seu estilo de trabalho”, aponta Salom.

Outro enfoque possível, seguido por Salom, é aquele que começa com um processo de validação qualitativa, realizado a partir de entrevistas que buscam entender se existe um problema a solucionar – e se a proposta para resolvê-lo é adequada.

Depois, o MVP é aplicado. Quanto mais próximo ele for do que você considera ideal, melhor. Se ele for aprovado, hora de tirar a sua ideia de negócio do papel e levá-la para o mercado. Antes disso, apenas faça os ajustes necessários, afinal, depois da fase de testes, é comum perceber oportunidades de melhoria.

Erros a evitar

Se você está buscando uma ideia de negócio ou não sabe como aplicá-la, vale a pena conhecer os deslizes mais comuns de quem já passou por isso.

Segundo o co-fundador do Superhábitos.com, entre as pessoas que estão empreendendo pela primeira vez, os erros mais comuns são os excessos nos detalhes e a consequente demora para colocar a sua ideia no mercado, especialmente por insegurança. O resultado é que muitos projetos com potencial acabam ficando de lado, deixados para outro momento.

Entre os empresários já com experiência, o principal problema apontado é a falta de tempo para focar no desenvolvimento de um novo projeto da empresa. Afinal, por mais que as tarefas se acumulem, coordenar de perto a ideia em desenvolvimento ainda é a melhor forma de ter sucesso.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.