Inovação e ousadia: descubra o que é ser empreendedor nos dias atuais

Deixar um comentário

Quando se fala em empreendedorismo, a maioria das pessoas apenas pensa na ideia de gerir um negócio e ser o seu próprio chefe. Mas o conceito vai além: trata-se de um estilo de vida marcado pela postura pró-ativa. Descubra o que é ser empreendedor nos dias atuais e entenda a relação do empreendedorismo com as crises econômicas.

Empreendedorismo exige coragem para inovar

Não faltam definições sobre o que é ser empreendedor, seja por parte dos autores dedicados ao tema ou dos empresários que alcançaram notoriedade, cujas frases acabam se transformando em referências no mundo dos negócios.

Uma das descrições com melhor aceitação foi cunhada pelo doutor em administração de empresas Jeffry A. Timmons, considerado uma das principais autoridades mundiais no assunto. Para ele, “empreendedorismo é uma forma de pensar e agir, guiada por visão holística e liderança, focada em agregar valor”.

O que é ser empreendedor
Mais do que uma escolha profissional, ser empreendedor é uma questão de perfil. Foto: iStock, Getty Images

É possível, portanto, ser empreendedor trabalhando em um cargo público, na vida pessoal e até mesmo dentro da própria casa. No sentido mais amplo da palavra, empreender significa criar – e colocar em prática – soluções inovadoras. O lucro é uma consequência desse processo.

Entre as principais características desejáveis em um empreendedor, é possível elencar:

– Imaginação

– Dedicação

– Capacidade de inovar

– Liderança

– Habilidade de gerenciar

O que é ser empreendedor em tempos de crise

Ao mesmo tempo em que impõe dificuldades, a crise econômica cria oportunidades. Você já deve ter ouvido o ditado: “Enquanto alguns choram, outros vendem lenços”. Empreender também significa crescer em momentos de dificuldade e encontrar soluções quando o cenário é desfavorável.

Além disso, é preciso ter consciência de que o risco é inerente ao empreendedorismo. “Se você não está disposto a correr riscos, você deveria abandonar o ramo dos negócios”, declarou certa vez o fundador do McDonald’s, Ray Kroc.

E é justamente por isso que a carreira de empreendedor não é para todos. Há quem prefira a estabilidade – mesmo que efêmera – de um cargo público ou de uma carreira corporativa, com remuneração garantida no fim do mês. Mais do que uma escolha pessoal, é uma questão de perfil.

3 dicas para empreender na crise

Selecionamos algumas dicas para que você consiga superar os momentos de crise econômica e empreender apesar das dificuldades. Confira:

Conheça os principais problemas

Estude o mercado, converse com especialistas e ouça o público em geral: quais são os principais anseios do consumidor, que dificuldades precisam ser sanadas, onde estão os problemas? Uma das principais tarefas do empreendedor é facilitar a vida das outras pessoas.

Pense na frente

Em uma de suas citações mais famosas, Steve Jobs argumenta que as pessoas não sabem do que elas precisam, até que você mostre isso a elas. O mentor da Apple ajudou a revolucionar a indústria do entretenimento e das comunicações ao desenvolver dispositivos pioneiros no segmento. Pense no futuro e busque antecipar as tendências.

Invista em diferenciais

Em tempos de crise, encontrar uma vantagem competitiva que o diferencie do mercado pode ser fundamental para garantir o crescimento e a sobrevivência da empresa. Da redução de custos à otimização dos processos, é preciso se concentrar na gestão dos recursos.

Por fim, vale lembrar que empreender também significa promover mudanças na sociedade. É o que defende Phil Libin, CEO da Evernote: “Há vários motivos ruins para criar uma empresa. Mas há apenas uma boa e legítima razão para isso, e eu acho que você sabe qual é: mudar o mundo”, sentencia.

E aí, gostou da matéria? Se as dicas foram úteis para você, compartilhe esse artigo nas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.