Paixão que dá lucro: como abrir uma Loja das Torcidas

Deixar um comentário

A maior paixão dos brasileiros é o futebol. Clichê? Nem tanto. Uma pesquisa realizada pelo Ibope em 2012 confirmou: para 77% dos entrevistados, o esporte é a principal paixão nacional. Com produtos licenciados dos principais times do país, a rede de franquias Loja das Torcidas identificou o potencial do mercado, apostando no fanatismo dos torcedores para gerar lucro.

Neste artigo, você vai entender como funciona a marca e o que é necessário para tornar-se um franqueado. Ficou interessado? Então continue a leitura e veja como abandonar a vida de empregado para viver do futebol.

Como abrir uma Loja das Torcidas

O investimento inicial para abrir uma unidade da Loja das Torcidas parte de R$ 145 mil, incluindo taxa de franquia e gastos com estrutura e estoque. A modalidade mais comum é o quiosque, que pode ser instalado nos corredores de shoppings centers e em centros comerciais bem movimentados.

Ao investir na rede, o franqueado recebe um treinamento completo para entender as peculiaridades do negócio, o que inclui orientação para escolher o mix de produtos e definir as estratégias de marketing. O retorno do investimento se dá entre 12 e 18 meses.

Atualmente, a rede conta com 34 clubes licenciados. Há desde os gigantes Flamengo e Corinthians, cujos fãs representam 30% dos torcedores do país, segundo pesquisa Ibope de 2014, até Fortaleza e Santa Cruz, clubes que mobilizam multidões no nordeste do país.

Além da quantidade de clubes, a Loja das Torcidas aposta na variedade de produtos. É possível encontrar os tradicionais copos e chaveiros, mas também pendrives, baralhos e lanternas, por exemplo. A ideia é oferecer alternativas para todos os gostos, necessidades e paixões.

Quiosque da Loja das Torcidas no Shopping Praça Nova, em Araçatuba
Quiosque da Loja das Torcidas no Shopping Praça Nova, em Araçatuba. Foto: Facebook, reprodução

Loja das Torcidas lucra no país do futebol

No exterior, o Brasil costuma ser lembrado pelas belezas naturais, pela alegria e pelo futebol. Esporte preferido da imensa maioria da população, o futebol ganha ares de religião e é tratado com fanatismo por muitos.

“Durante a vida, um homem pode trocar de esposa, de partido político e de religião, mas nunca o seu time de futebol.” Atribuída ao escritor uruguaio Eduardo Galeano, a frase resume a importância que o clube do coração assume na vida de quem se apaixona pelo esporte. E é por isso que investir nessa paixão pode ser lucrativo. Do presente para o pai à lembrança para o amigo, que torcedor fanático vai desprezar um adereço estampado com as cores e a marca do seu time?

Antes de terminar, é preciso lembrar que o desempenho da franquia não depende apenas da qualidade dos produtos. Como gestor, será sua tarefa identificar o nicho de mercado, conduzir as estratégias de marketing e fidelizar os clientes. Se você tratar o futebol como brincadeira, correrá o risco de amargar prejuízos financeiros que craque nenhum poderá reverter.

E aí, gostou da matéria? Então ajude a divulgar o artigo compartilhando o link com seus seguidores nas redes sociais. Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias.