Saiba como começar um negócio de coaching

Deixar um comentário

Uma das profissões que vem se destacando nos anos recentes é a de coach. O aumento significativo na busca por profissionais fez do coaching uma das grandes tendências da atualidade. O processo envolve três partes: o coach, o coachee e a organização.

O presidente e fundador da Sociedade Brasileira de Coaching, Villela da Matta, afirma no seu artigo Coaching: Excelência em performance humana que o termo coaching é entendido como um processo que visa aumentar o desempenho das pessoas, grupos ou empresas, por meio de técnicas aplicadas por um profissional habilitado. Já o coachee é o indivíduo que receberá a orientação.

coaching
Coaching visa a orientação e a capacitação na busca por melhores resultados, seja na vida pessoal ou profissional. Foto: iStock, Getty Images

Segundo o International Coaching Federation (ICF), em 2008 a Instituição possuía mais de 16 mil membros, um crescimento de 645% em relação ao ano de 1999. Esses números são compreendidos como uma consequência do aumento na procura por coaching nos mais diversos segmentos do mercado.

Como trabalhar com coaching

A profissão de coach não é regulamentada e nem possui uma formação específica. Entretanto, existem treinamentos em coaching, ministrados por instituições especializadas, já reconhecidas pelas técnicas e práticas que formam novos profissionais.

As técnicas da profissão dizem respeito à otimização do tempo e encorajamento frente a desafios, e contribuem para uma melhor compreensão de situações, facilitando a resolução de problemas. É tarefa do coach contribuir para que o coachee melhore sua perfomance, além de detectar suas competências.

Por meio dos treinamentos e muito conhecimento de mercado, o coach utiliza técnicas específicas para contribuir com seus clientes. Em reuniões mensais, semanais ou quinzenais, o profissional aprende sobre o negócio e encontra soluções e alternativas para melhorar os resultados.

No artigo The Five Stages of Executive Coaching: Better Process Makes Better Practice, publicado no Journal of Business Ethics, em 2005, Samuel Natale e Thomas Diamante afirmam que o modelo de desenvolvimento do processo de coaching se dá por: estabelecimento de aliança, reconhecimento e credibilidade, processo empático/aceitação, diálogo e desenvolvimento de competências e plano de ação.

Entre as atribuições e capacidades do profissional que trabalhará em coaching, destacam-se a  curiosidade, gosto em ajudar os outros, foco, perspicácia, empatia e confiança.

Além disso, é uma profissão atraente, também, pelo baixo valor de investimento exigido. Basicamente, depois de ter obtido o conhecimento das técnicas, é preciso apenas de um telefone e um computador para prospectar clientes.

Tipos de coaching

Coaching executivo

Visa orientar e capacitar lideranças ou cargos de nível estratégico para manter alto padrão e bons resultados, além de identificar problemas e encontrar soluções para a organização.

Coaching de equipe

Nesse segmento, o coach estará em contato com colaboradores e terá a função de encontrar pontos fortes e fracos na organização de equipe. Essa orientação visa melhor comunicação entre funcionários e lideranças, otimizando tempo e melhorando resultados.

Coaching pessoal

A área foca especificamente na vida pessoal, e a orientação pode estar relacionada à saúde, relacionamentos, finanças, rotina, etc. Pode ser iniciado por um problema específico ou abranger diversos assuntos pessoais.

Coaching de carreira

Nessa área, o âmbito vocacional é o foco da orientação. O coach procurará auxiliar o coachee a encontrar a melhor opção profissional ou alavancar a sua carreira.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.