3 sinais de que seu produto precisa de um reajuste de preço

Deixar um comentário

Executar o reajuste de preço no seu negócio é uma tarefa complicada. Estar atento aos sinais ajuda (veja mais sobre isso abaixo), mas, se você não for um empreendedor experiente, capaz de identificar quando e como agir nesses momentos, pode ter sérios prejuízos. É preciso buscar um equilíbrio: nem muito acima, nem muito abaixo daqueles valores praticados pela concorrência.

Em entrevista à Entrepreneur, o estrategista de negócios Dan Waldschmidt, que já atuou em várias frentes do mercado, desde startups até as grandes franquias da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL), explica que é preciso entender o quem e o porquê dos preços. Ou seja, na hora de fazer o reajuste, é preciso estar atento ao seu público e se perguntar como isso vai refletir na maneira que eles consomem sua marca.

Quando é necessário o reajuste de preço

Para diminuir a chance de erro na hora de executar o reajuste de preço, é preciso estar atento a alguns sinais. Veja, abaixo, como identificar quando é necessário atualizar o preço de seu produto ou serviço.

1. Suas vendas aumentam, mas os lucros não

A principal razão para que isso aconteça é o fato de que você teve seus custos aumentados, mas isso não teve interferência no preço de venda do produto, ou então o reajuste de preço não foi adequado.

E, para estabelecer o preço correto, é preciso levar em conta muito mais do que apenas a matéria-prima. Fatores como aumento de pessoal e até uma mudança de embalagem devem ser levados em conta. Fique atento a isso.

O reajuste de preço é necessário quando suas vendas aumentam, mas os lucros não.
Aumento das vendas sem aumento de lucro é sinal da necessidade de executar reajuste de preço. Foto: iStock, Getty Images

2. Você está ganhando clientes mais rápido do que consegue ajudá-los

Se você oferece serviços ou produtos muito baratos, as vendas podem aumentar – mas isso pode ter efeitos negativos a longo prazo. Se você assinar muitos contratos de uma vez, por exemplo, vai ficar mais difícil oferecer a solução para seus clientes, pois não haverá tempo suficiente para honrar seus compromissos com cada um deles. É fundamental que você consiga manter os acordos para fidelizar o cliente.

3. Concorrentes estão cobrando mais por menos

É preciso oferecer um produto ou serviço de qualidade para se diferenciar da concorrência. Em artigo publicado no QuickBooks, a especialista em propaganda e mídia digital, Megan Sullivan, explica que, se o concorrente está fazendo mais dinheiro vendendo menos, é a hora de você se tornar mais competitivo. Também pode ser um sinal para ajustar seu marketing, enaltecendo os diferenciais de seus produtos.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.