5 dicas para organizar o controle financeiro empresarial

Deixar um comentário

Organizar o controle financeiro empresarial não é tarefa fácil. Seja por falta de experiência na gestão de empresas ou mesmo por desconhecimento de questões específicas da área das finanças, é muito comum que empresários novatos percam o controle. Isso pode acarretar em prejuízos, desde gastos a mais ou até mesmo consequências mais graves, como o fechamento da empresa.

Melhore o controle financeiro empresarial

Para não se perder na hora de controlar a gestão da companhia, é importante repensar a forma como você organiza pagamentos de fornecedores e clientes. Veja abaixo cinco dicas para organizar o controle financeiro empresarial.

empresários fazendo o controle financeiro empresarial
Controle financeiro empresarial depende de organização de fluxo de caixa e gestão de estoque. Foto: iStock, Getty Images

1. Dê atenção ao fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma das questões centrais quando o assunto é controle financeiro empresarial. Para administrá-lo corretamente, você precisa criar alguns métodos de controle das entradas e saídas de dinheiro da companhia. Registe movimentações periódicas, contas a pagar, contas a receber e crie categorias para classificar receitas e despesas. Vale a pena considerar a utilização de softwares especializados para isso, pois planilhas no Excel podem fazer você perder muito tempo.

2. Observe os prazos concedidos

Para manter o controle financeiro empresarial, é preciso saber conciliar e organizar os prazos concedidos, tanto com clientes quanto com fornecedores. Unindo um ao outro e fazendo com que eles dialoguem, você terá mais facilidade para organizar o fluxo de caixa, pois não haverá sobrecarga nem falta de abastecimento. Negociar com fornecedores a melhor forma de pagamento também é uma boa dica.

3. Planeje suas compras

Existem muitas variáveis a serem consideradas na hora de planejar suas compras. Se seu negócio tem demandas sazonais, como uma sorveteria ou uma loja de roupas, cujas coleções variam conforme a estação, é preciso saber respeitar esses períodos. A quantidade dos pedidos vai depender dessas questões.

4. Melhore a gestão de estoque

O controle de estoque, se feito de maneira equivocada, pode atrapalhar seriamente a gestão financeira da empresa, trazendo prejuízos e dores de cabeça para o empresário. Para evitar que isso aconteça, vale a pena seguir algumas recomendações, entre elas o monitoramento correto para não haver sobrecarga que impeça o giro nem falta de itens, ou mesmo a padronização de descrição dos itens armazenados.

5. Automatize processos

Atualmente, existem muitas opções para executar o gerenciamento dos processos que envolvem sua empresa. Fazê-los de forma manual pode atrasar a produção, aumentar os custos e tornar a companhia mais suscetível a erros humanos. O empresário deve considerar utilizar a tecnologia sempre: pois há uma infinidade de softwares que podem ajudar na gestão financeira e no controle de processos de venda.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.