6 cuidados para evitar problemas financeiros na sua empresa

Deixar um comentário

Transformar a empresa em um negócio lucrativo não é uma tarefa simples: além da visão de mercado apurada, é preciso controlar os recursos financeiros de perto para garantir o sucesso da iniciativa. Antes de se aventurar nesse ramo, vale a pena aprender o máximo sobre gestão empresarial.

Por isso, selecionamos 6 dicas para ajudá-lo nesse momento. Confira abaixo

Gestão, planejamento e controle são as palavras de ordem

“Regra número um: jamais perca dinheiro. Regra número dois: nunca esqueça da regra número um.” Considerada um mantra no mundo empresarial, a frase de Warren Buffet, o terceiro homem mais rico do mundo, resume a necessidade de controlar os recursos financeiros para ser bem sucedido.

financeiros
Manter as finanças em dia é a única forma de garantir a sobrevivência da empresa no médio prazo. Foto: Shutterstock

Mas colocar essa ideia em prática não é tão simples assim. Para não perder dinheiro, o empresário precisa adotar ferramentas de gestão, com planejamento bem definido e controle absoluto sobre as receitas e despesas.

É o que defende o James Caan, CEO da Hamilton Bradshaw, empresa de assessoria empresarial. “Se eu pudesse dar apenas um conselho para qualquer pessoa estreante no mundo dos negócios seria garantir que o fluxo de caixa funcione de forma eficiente desde o início”, escreve em artigo publicado na página do jornal inglês The Guardian.

“Eu vi muitas ideias espetaculares e inovadoras ruindo apenas porque os mentores ficaram sem dinheiro e não conseguiram pagar as contas”, complementa o empresário. Para que isso não aconteça com você, vale a pena seguir algumas recomendações:

Como evitar problemas financeiros

  1. Valorize o plano de negócios

Talvez essa seja a etapa mais importante na fase inicial da empresa: sem um plano de negócios consistente, embasado e detalhado, são grandes as chances de perder o rumo. Análise de mercado, plano de marketing e plano operacional são algumas dos itens que você precisa considerar.

  1. Controle o fluxo de caixa com cuidado

A melhor maneira de manter as despesas sob controle é acompanhar a entrada e a saída de dinheiro através do fluxo de caixa. Antever as movimentações financeiras é a única maneira de encerrar todos os meses no azul

  1. Fique de olho no calendário

Mantenha um registro atualizado de todas as movimentações financeiras, incluindo  datas de despesas e receitas, para adequar a previsão orçamentária e o fluxo de caixa.

  1. Maneje o ciclo operacional

Da fabricação ao recebimento, organize-se para cobrir os gastos financeiros em cada etapa (compra, produção, estoque, venda e recebimento, etc.).

  1. Calcule o preço ideal

Ao calcular o preço de seu produto ou serviço, seja o mais objetivo possível. É preciso considerar oferta, demanda, custo de produção, expectativa de lucro, participação dos sócios, aluguel e comissões por vendas, por exemplo.

  1. Negocie com os fornecedores

Negocie prazos e valores com os fornecedores para garantir o encaixe entre despesas e receitas: as variações de demanda podem levar sua empresa à falência se não houver planejamento dos ciclos financeiros.

Capacitação é arma contra problemas financeiros

Vários governos oferecem programas de incentivo ao empreendedorismo, que incluem desde palestras, seminário e eventos gratuitos a cursos online sobre o ramo. Antes de arriscar sua ideia – e seu dinheiro – no mundo dos negócios, vale a pena buscar o máximo de informações.

Além de estudar materiais voltados ao tema, é válido conhecer experiências de sucesso e de fracasso relacionadas ao setor no qual você pretende investir. Aprender com os erros dos outros costuma ser menos doloroso do que errar por contra própria.

Alguns empresários acreditam que basta conhecer em profundidade o ramo de atuação para garantir o sucesso. A realidade, porém, mostra o contrário: sem dominar técnicas de gestão empresarial, as chances de sucesso diminuem vertiginosamente.

Não importa quão qualificado for o profissional escolhido para gerir suas finanças: é preciso conhecer todos os processos e acompanhar de perto cada decisão – o futuro de sua empresa depende disso.