A importância da previsão de demanda para o sucesso da sua empresa

Deixar um comentário

Não importa se você pretende abrir um negócio ou se já tem uma empresa em operação, a previsão de demanda é uma das principais ferramentas para o bom planejamento de qualquer companhia. Além de interferir nos custos com estoque e pessoal, ela também afeta as estimativas de investimento.

Neste artigo, você vai entender as variáveis que influenciam esse cálculo, a fim de reduzir a margem de erro e garantir a eficiência dos processos. Boa leitura!

previsão de demanda pode evitar prejuízos
Grande conjunto de variáveis é o principal fator que dificulta uma boa previsão de demanda. Foto: iStock, Getty Images

Previsão de demanda permite atuar com eficiência

Em primeiro lugar, é preciso entender que a demanda traz diferentes consequências para cada nicho de negócio. Em um restaurante, por exemplo, a previsão equivocada talvez exija que a comida produzida em excesso seja colocada no lixo após o dia de trabalho, aumentando o custo de operação. Por outro lado, uma empresa de transportes cuja frota circula com lugares vazios talvez não sinta um impacto tão grande de uma previsão mal feita.

Mas o certo é que todas as empresas, em alguma medida, perdem eficiência quando a demanda é superestimada e deixam de ganhar dinheiro ao menosprezarem o interesse do público-alvo.

Considere uma empresa que tem a operação perfeitamente ajustada à demanda. Nesse caso, não há colaboradores ociosos, nem espaço físico excedente. O estoque tem o seu nível controlado e não é preciso gastar com aquilo que não trará resultados financeiros para a empresa.

Só que, na prática, a situação é muito mais complexa, pois a demanda costuma ser influenciada por diversos fatores. Entre os critérios mais comuns, incluem-se:

– Desempenho da economia

– Taxa de juros

– Valorização da moeda

– Acesso ao crédito

– Campanhas publicitárias

– Concorrência

– Localização

– Frio ou calor

– Chuva ou sol

Como se vê, a sazonalidade também precisa ser levada em consideração no momento de calcular a demanda e entender o interesse dos consumidores no seu produto.

O risco de ser otimista

Como empreendedor, talvez você esteja acostumado a encontrar soluções inovadoras para os problemas que enfrenta no cotidiano empresarial. Por esse motivo, é comum adotar uma postura otimista em relação ao próprio negócio.

Só que o otimismo exagerado pode trazer prejuízos para a sua empresa. Na hora de fazer a previsão da demanda, a recomendação é que você não superestime a qualidade do seu produto e o interesse do público-alvo na sua empresa.

Quanto mais realista e objetivo você for, sem deixar o cálculo ser influenciado pela própria ambição, menores as chances de ver o estoque abarrotado e os colaboradores sem tarefas para executar.

Para facilitar esse processo, é possível consultar séries históricas, gráficos e projeções de demanda. Algumas cooperativas do comércio e órgãos especializados costumam realizar levantamentos para orientar os empresários do meio.

Por fim, é válido lembrar que, se você não tem experiência no assunto e teme que uma projeção mal feita prejudique os resultados da sua empresa, talvez valha a pena recorrer a profissionais especializados ou empresas de consultoria empresarial. O custo é maior, mas a tendência é de que o risco seja minimizado.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.