Como a tecnologia ajuda a diminuir o desperdício de água nas empresas

Deixar um comentário

Considerando o crescimento industrial e o desperdício de água, a demanda global por recursos hídricos para a indústria manufatureira deve contar com um aumento de 400% entre 2000 e 2050. O alerta consta em um estudo divulgado em 2015 pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O Relatório Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento de Recursos Hídricos 2015 aponta os desafios que devem aparecer com força ainda maior nos próximos anos.

Na América Latina, o principal deles é promover uma integração sustentável entre a gestão da água e do desenvolvimento socieconômico. O papel da indústria, uma das principais responsáveis pelo consumo, não poderia ser mais central.

Exemplo para diminuir o desperdício de água

Ao mesmo tempo em que a água é reconhecida como um recurso indispensável para a vida no planeta, é também essencial para o crescimento econômico. O desafio é encontrar um equilíbrio que possa garantir segurança hídrica.

Se isso não é fácil, pelo menos já é possível encontrar alternativas que ajudam a puxar a balança para um nível mais seguro. Na indústria brasileira, por exemplo, está disponível uma tecnologia conhecida como UC System, desenvolvida pela Ultra Clean.

Conforme explica José Roberto Rodrigues de Souza, gerente técnico da empresa, o sistema é uma opção para realizar a limpeza a seco de tubulações, a partir do lançamento de projéteis especiais de espuma.

“A ação mecânica dos projéteis removerá produtos acabados, resíduos, biofilme e etc., trazendo para a indústria economia de tempo, de sanitizantes, produtos químicos, tratamento de efluentes e, principalmente, de água”, completa Rodrigues.

O recurso pode ser utilizado por qualquer tipo de empresa do setor industrial que precise, durante o seu processo produtivo, fazer a limpeza ou descontaminação de tubulações e mangueiras.

O resultado, além da recuperação e reaproveitamento de produtos que ficaram em bom estado nas tubulações, é uma redução de pelo menos 50% no uso da água.

tecnologia UC System combate o desperdício de água
O UC System funciona a partir de projéteis de espuma lançados nas tubulações. Foto: Ultra Clean, divulgação

Diminuir desperdício de água não é o único desafio

Mas também no Brasil é possível encontrar um exemplo recente que mostra como o cuidado com os recursos hídricos é questão que está longe de ser superada. Em novembro de 2015, o rompimento de duas barragens de rejeitos de minério destruiu a cidade de Mariana e arredores, em Minas Gerais, invadidos pela lama.

As responsáveis – Samarco e suas acionistas, a brasileira Vale e a anglo-australiana BHP Billiton -, já receberam multas preliminares do Ibama, instituição ligada à proteção do meio ambiente no país, e se comprometeram a adotar ações de emergência e reparação.

Os danos causados ao Rio Doce, coberto pela lama, no entanto, devem durar gerações. O ocorrido também serve para debater a importância de pensar não apenas no desperdício de água, mas também nos cuidados para evitar a sua contaminação.

Afinal, segundo o que destaca o relatório da ONU sobre os recursos hídricos no mundo, os desastres relacionados a eventos hidrológicos são os mais destrutivos dos perigos naturais, tanto economicamente quanto socialmente.

E os riscos não estão apenas nos grandes empreendimentos. Ainda que com uma capacidade de resposta mais limitada e em escala bastante reduzida, as pequenas e médias empresas também passam por desafios semelhantes de diminuir o impacto causado ao meio ambiente.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.