Confira 6 dicas para negociar dívida da sua empresa

Deixar um comentário

Lidar com problemas financeiros é sempre uma tarefa complicada, seja na sua vida pessoal ou no seu empreendimento – e é inevitável que um reflita no outro. No âmbito empresarial, quando as coisas não vão bem e você se depara com dificuldades, é importante saber como negociar dívida e atrasos. Confira dicas e descubra a melhor forma de ter sucesso nesse desafio.

6 dicas para negociar dívida da empresa

Na hora de negociar dívida, os empreendedores – principalmente aqueles menos experientes – podem encontrar dificuldades. Tal cenário tende a trazer riscos, inclusive, para a continuidade do negócio. Veja abaixo 6 dicas para negociar dívida, e saiba como usar isso a favor de seu empreendimento.

1. Saiba exatamente quanto você deve

Esse é o primeiro passo, mas que pode ser difícil para empreendedores ainda não acostumados ao mundo dos negócios e suas nuances. A falta de experiência e erros na condução do processo podem levar ao descontrole financeiro, um fator que certamente contribui para a contração de dívidas.

negociar divida
Na hora de negociar dívida, é importante que o empreendedor priorize os débitos e tente se organizar financeiramente. Foto: iStock, Getty Images

2. Priorize os débitos

Existem dívidas mais importantes do que outras, pois determinados serviços são essenciais para o funcionamento e a manutenção do empreendimento. Identifique quais são elas e defina prioridades na hora de negociar dívida.

3. Ganhe tempo

Negociar dívida é uma tarefa que exige dedicação e paciência de ambos os lados. Ao negociar com o credor, tente esclarecer as condições que você pretende obter. Ao mesmo tempo, mostre que você deseja quitar seus compromissos, desde que as condições sejam viáveis.

Além disso, não deixe de buscar alternativas para sair da crise. Uma boa dica pode ser rever o plano de negócios e pensar em novas estratégias.

4. Negocie taxas de juros com financeiras

Recorrer aos bancos através de empréstimos é sempre um risco, pois os juros são altos e você estará comprometendo parte de seu caixa a médio prazo. Mas, caso não haja uma solução melhor, essa alternativa deve ser cogitada. Para amenizar essa situação, negocie os juros com bancos – tenha cuidado para não gerar ainda mais dívidas.

5. Renegocie valores com seus fornecedores

Mesmo que não seja esse o ponto crítico de seu negócio, e as dívidas não tenham nada a ver com contratos de fornecimento, vale a pena tentar renegociar valores com seus fornecedores. Em uma situação de crise financeira, a redução de custos é fundamental. Se você conseguir diminuir esses gastos, além de outros com serviços (como água e luz), pode alcançar um pequeno alívio no orçamento.

6. Devolva equipamentos alugados

Nesse caso, aplica-se a mesma regra do item anterior, já que qualquer corte de despesa pode ajudar você a economizar, o que facilita na hora de negociar dívida. Em artigo publicado no Nolo, site de consultoria jurídica, a especialista Bethany Laurence faz uma recomendação: se você devolver os equipamentos alugados antes do prazo de locação estabelecido, pode obter acordos melhores.

Confira também

Gostou do artigo e das dicas para negociar dúvida? Se elas foram úteis para você, compartilhe nas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.