Conheça o Microcrédito Produtivo Orientado e saiba como acessar essa linha de crédito

Deixar um comentário

Você tem um pequeno negócio e está precisando contratar crédito para capital de giro ou fazer investimentos? Uma opção de linha de crédito disponível em alguns bancos é o Microcrédito Produtivo Orientado. A seguir, entenda o que é isso e como ter acesso a essa modalidade.

O que é o Microcrédito Produtivo Orientado?

O Microcrédito Produtivo Orientado é uma linha de crédito especial disponível para pequenas empresas com faturamento anual de até R$ 120 mil, com juros mais baixos na comparação com outros tipos de empréstimo e carência estendida. O volume máximo de dinheiro que pode ser captado nessa opção é R$ 15 mil, que pode ser utilizado para capital de giro e investimentos como compra de equipamentos, bens, reformas e ampliações.

Cada banco tem critérios próprios de garantia, mas, na maioria das vezes, é preciso apresentar avalista – usualmente em empréstimos de menor valor – ou oferecer os próprios bens adquiridos como garantia – no caso de empréstimos de maior valor.

O Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO) foi criado pelo governo federal em abril de 2005 para fomentar o crescimento de pequenas empresas, a formalização de empreendimentos e a geração de trabalho e renda. Em agosto de 2011, o governo lançou o Programa Crescer para redobrar o comprometimento com os empreendimentos com acesso a esta linha especial.

microcredito produtivo orientado
Microcrédito Produtivo Orientado é disponibilizado para empresas com faturamento anual de até R$ 120 mil. Foto: iStock, Getty Images

Onde conseguir o Microcrédito Produtivo Orientado

Esta linha de crédito é disponibilizada em quatro bancos públicos: Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco do Nordeste (BnB) e Banco da Amazônia (Basa). Apesar disso, é possível encontrar linhas de crédito semelhante em bancos privados, como o Bradesco.

Abaixo, conheça características do Microcrédito Produtivo Orientado oferecido pela Caixa Econômico Federal e pelo Banco do Brasil:

Caixa Econômica Federal

A linha de Microcrédito Produtivo Orientado da Caixa empresta de R$ 300, no mínimo, a R$ 15 mil, no máximo, e o empreendedor tem de quatro a 24 meses para começar a pagar. Se for a primeira contratação, ele pode conseguir uma carência inicial de até 12 meses.

Ao contratar a linha de crédito da Caixa, o empreendedor paga uma taxa de juros de 2,4%. Também é cobrada uma Taxa de Abertura de Crédito (TAC) de 3% sobre o valor do contrato. A alíquota do IOF (Imposto Sobre Operações de Crédito) é zerada.

Banco do Brasil

O BB disponibiliza o Microcrédito Produtivo Orientado para capital de giro e para investimento no crédito fixo. Para acessar, o empreendedor deve ser correntista do banco, apresentar garantia pessoal de terceiros (em alguns casos ela pode ser dispensada), ser empreendedor informal, com renda de até R$ 10 mil/mês, ou empreendedor individual com faturamento de até R$ 60 mil ao ano. Também é disponibilizado o crédito para as microempresas com faturamento anual de até R$ 120 mil.

As taxas são idênticas às da Caixa, mas há diferença no prazo de carência. Para Pessoas Físicas o prazo é de quatro a 9 meses para capital de giro e quatro a 12 meses para investimento. Para Pessoas Jurídicas, quatro a 12 meses para giro e quatro a 18 meses para investimento.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.