Conheça opções de empréstimo para empreendedor individual

Deixar um comentário

Na hora de buscar soluções de financiamento, o microempreendedor individual (MEI) encontra diversas vantagens. Existem, no mercado, muitas opções de empréstimo para empreendedor individual. Antes de escolher qual se enquadra melhor nas necessidades do seu negócio, o importante é pesquisar. Isso vai ajudar você a avaliar corretamente conforme seu planejamento.

3 modalidades de empréstimo para empreendedor individual

Para não errar na hora de escolher, reunimos abaixo três modalidades de empréstimo para empreendedor individual, em instituições financeiras diferentes. Confira abaixo quais são elas e como escolher corretamente.

emprestimo para empreendedori individual
Empréstimo para empreendedor individual oferece vantagens de crédito e juros mais baixos. Foto: iStock, Getty Images

Microcrédito do BNDES

O microcrédito do BNDES é voltado para pessoas cuja receita bruta anual não ultrapassa os R$ 360 mil. Ou seja, embora seja voltado para outros tipos de empreendedores, o MEI também pode utilizar esse financiamento (veja mais sobre o faturamento abaixo). Podem ser financiados investimentos fixos, como compra de equipamentos, insumos ou obras, ou capital de giro.

O valor do financiamento é de, no máximo, R$ 20 mil por cliente. A taxa de juros é de até 4% ao mês, enquanto a taxa de abertura de crédito é de até 3% sobre o valor de financiamento. Para obtê-lo, você deve ir até uma agência da sua região, que analisará as possibilidades de concessão de crédito.

Microcrédito orientado do Banco do Brasil

O Banco do Brasil oferece diversas soluções para o empreendedor individual. Para ter acesso ao Microcrédito Produtivo Orientado, o empreendedor precisa ser correntista, apresentar garantia pessoal de terceiros e possuir cadastro como MEI. Para obtê-lo, o endividamento no Sistema Financeiro Nacional não pode exceder os R$ 40 mil (exceto operações de crédito habitacional). A taxa de juros é de 2,80% ao mês.

Bradesco Microempreendedor Individual

Entre as opções de empréstimo para empreendedor individual oferecidas pelo Bradesco, está o crédito direto, que permite a aquisição de equipamentos, notebooks, tablets e celulares. Também oferece o Capital de Giro Flex e antecipação de recebíveis.

O que é o microempreendedor individual

O microempreendedor individual é aquela pessoa que se registra como pequeno empresário e trabalha por conta própria. O faturamento máximo anual, para se legalizar como MEI, não pode ultrapassar R$ 60 mil. O Microempreendedor não pode ter participação ou ser titular em outra empresa, mas pode manter um funcionário recebendo o salário mínimo ou o piso da categoria.

Para se tornar um MEI, o empreendedor deve acessar o Portal do Empreendedor, fazer o cadastro e, posteriormente, apresentar a documentação necessária na prefeitura da sua cidade. Entre as vantagens de se registrar como microempreendedor estão a obtenção de um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, o CNPJ, que facilita a abertura de conta bancária, pedidos de empréstimos e emissões de notas fiscais.

O microempreendedor individual também é enquadrado no Simples Nacional e fica isento de tributos federais como imposto de renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL. Para isso, pagará um valor fixo mensal, que será destinado à Previdência Social e ao ICMS. O custo varia conforme o tipo de MEI: para comércio ou indústria, R$ 40,40. Para prestação de serviços, R$ 44,40, e para comércio e serviços, R$ 45,40.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.

Matérias relacionadas

Conheça o Qipu, aplicativo que auxilia o microempreendedor individual

Fampe ajuda empresas oferecendo garantias para financiamentos

Proposta de microbancos municipais visa aumentar oferta de crédito para pequenos negócios

Cartão corporativo: saiba quando e como adotar