Conheça quais são as garantias necessárias para obter crédito

Deixar um comentário

Muitas micro e pequenas empresas têm dificuldade de obter crédito. Quando a percepção de risco da pessoa jurídica é grande, as instituições financeiras podem exigir garantias para a liberação do dinheiro. Mas você sabe como funciona esse processo e quais são as principais garantias que as empresas podem oferecer? Vamos descobrir agora.

Antes de pensar nas garantias

O processo de obtenção de crédito exige planejamento. Antes de tudo, você deve identificar a necessidade de crédito. Pense bem: qual é a quantia, por que você precisa desse dinheiro extra, no que você gastará e como você acredita que esse investimento poderá dar retorno. A menos que você tenha todos esses elementos em conta, nem pense em seguir adiante.

garantias
Bancos consideram risco do negócio antes de liberar crédito. Foto: iStock, Getty Images

Assim que você tiver uma noção certeira do objetivo do crédito, você deve escolher a instituição financeira e buscar informações sobre ela e sobre as linhas de crédito que se encaixam melhor a sua necessidade. A seguir, você terá que analisar os fatores de restrição e as garantias necessárias para a aprovação. Por último, você deverá o seu plano de negócios e apresentá-lo à instituição para efetuar o pedido de financiamento.

Garantias para liberação de crédito

A análise de crédito é a forma encontrada por instituições financeiras para minimizar os riscos do empréstimo. Questões como confiabilidade, capacidade de pagamento, condições econômicas e garantias são levadas em consideração no momento de emprestar dinheiro.

Em alguns casos, as instituições financeiras exigem garantias para a liberação do crédito. Isso significa que, em situação de inadimplência do tomador do empréstimo, o banco será ressarcido.

Alguns tipos de garantias:

Aval

Neste caso, uma pessoa física ou jurídica se responsabiliza pelo pagamento caso o tomador do empréstimo não consiga restituir a instituição financeira.

Caução

Aqui a empresa disponibiliza duplicatas, notas promissórias ou direitos de crédito como garantia do pagamento.

Hipoteca

A empresa compromete um imóvel para garantir que pagará a dívida. Embora se mantenha em posse do bem, só readquire a propriedade após a quitação total. Ao fim do período estipulado, em caso de inadimplência, o imóvel pode ser tomado pela instituição financeira.

Penhora

Funciona de forma equivalente à hipoteca, mas se trata do comprometimento de um bem móvel, como uma joia.

Seguro

Quando a empresa não consegue outro tipo de garantia, pode tentar contratar um seguro para garantir o pagamento da dívida ao banco. Nesse caso, além da dívida com a instituição financeira, a empresa ainda deve arcar com o valor do seguro.

Bancos analisam risco das operações

No momento de conceder o crédito, os bancos costumam levar em consideração quatro pontos fundamentais.

Veja abaixo quais são eles:

Risco do cliente: mostra a capacidade de endividamento do cliente

Risco do projeto: indica a capacidade projetada do cliente, e quais são os possíveis problemas e obstáculos que surgirão mais a frente

Risco da proposta: avalia o objeto, a finalidade, e prazo de crédito para a sua adequação

Ponderação das garantias: a qualidade (valor e liquidez) que as garantias possuem para efeito de uma eventual execução.

Comentários

  1. Carlos S dice:

    Eu usei o próprio imóvel onde está instalada a empresa para conseguir crédito. Funcionou e obtive um com juros bem baixos.