Descubra como funciona o pagamento online e veja como se proteger

Deixar um comentário

Ao adquirir produtos em lojas virtuais, você precisa cumprir as exigências do sistema de pagamento online. Nessa hora, conhecer as alternativas mais populares e saber como realizar uma compra segura é essencial para evitar transtornos e efetivar a aquisição. Reunimos algumas dicas valiosas para que você possa garantir a segurança da operação, evitando transtornos com o pagamento online. Confira.

E-commerce apresenta crescimento acentuado

O crescimento vertiginoso das vendas online em países e mercados emergentes, explicado principalmente pela inclusão digital e por uma mudança cultural na relação do consumidor com a internet, dá origem a números significativos: de acordo com a eMarketer, empresa especializada no segmento, foram comercializados mais de 1,45 trilhão de dólares em e-commerce no ano de 2014. Esse número representa um crescimento de 19,2% em relação a 2013.

Embora o Brasil seja o único país latino-americano entre os 10 maiores mercados de e-commerce do mundo, o continente registra crescimento acentuado no volume comercializado. De acordo com informações da Internet Retailer, apenas a China cresce mais do que a América do Sul em termos de faturamento do e-commerce. Além do Brasil, México, Argentina, Colômbia e Chile são os expoentes da região.

Com o mercado se expandindo, surgem cada vez mais alternativas de intermediadores de pagamento à disposição dos consumidores. Além disso, a profusão de sites que vendem produtos online pode gerar questionamentos a respeito da segurança das operações.

pagamento online
Utilizar apenas redes e computadores particulares é uma das dicas de segurança para realizar transações na web. Foto: iStock, Getty Images

Garantindo a segurança do pagamento online

Com essas dicas, você será capaz de evitar boa parte dos problemas que podem decorrer de uma compra online:

Fique de olho no https

Para a consultora de e-commerce Emma Kane, é preciso desconfiar da segurança do website antes de inserir as informações do cartão de crédito. “Certifique-se de que o site é seguro, confiável e usa https”, orienta ela. Se você tem dúvidas quanto a isso, basta procurar o símbolo de seguro – geralmente representado por um cadeado – na barra de endereços do navegador.

Priorize os intermediadores mais populares

Se você nunca ouviu falar no sistema de pagamento online exigido pelo site, procure pesquisar a respeito e identificar sua tradição no mercado. Sempre que possível, dê prioridade para os intermediadores que você já conhece e com os quais já realizou operações. Paypal, authorize.net, Cybersource e Amazon são alguns dos intermediadores com maior aceitação em nível global.

Solucione suas dúvidas

Não é aconselhável prosseguir na transação se você tiver dúvidas a respeito do processo de pagamento ou mesmo das condições de entrega, devolução, etc. Antes de dar o passo final, certifique-se de que você entendeu todos os meandros da negociação.

Não use redes compartilhadas

Evite realizar transações financeiras de qualquer ordem em redes compartilhadas com muitos usuários. Quanto maior a exposição, maior o risco. Universidades, bibliotecas, cafeterias e shoppings centers não são os ambientes mais adequados para movimentar a sua conta online.

Mantenha seu antivírus atualizado

Utilize seu computador pessoal para fazer as transações e certifique-se de que o antivírus está atualizado em sua última versão, a ponto de proteger a máquina contra ataques de malware.

Conheça seus direitos e garantias

Finalmente, vale lembrar que, se você não ler os termos de uso e as condições previstas pelo website, poderá compactuar com condições não vantajosas para você. O processo pode levar tempo e ser cansativo, mas vale a pena, sobretudo para valores altos e para sites pouco conhecidos.

Gostou das dicas? Se o artigo foi útil para você, compartilhe o link nas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas, não hesite em deixar o seu comentário.