Bancos públicos são a principal fonte de crédito para micro e pequenas empresas

Deixar um comentário

Você tem uma micro e pequena empresa e está procurando uma instituição financeira para captar fundos? Dependendo do setor em que está inserido o seu negócio e do objetivo de seu investimento, é possível conseguir melhores condições de financiamento em bancos públicos e agências de fomento. Porém, em outros casos, pode não haver diferenças.

Giácomo Balbinotto, professor de Economia da UFRGS, explica que a principal fonte de financiamentos para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) do País é o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que, por sua vez, trabalha com bancos públicos e privados para fornecer empréstimos a empresários.

“O BNDES tem linhas de crédito para financiar a modernização tecnológica, modernização administrativa, prospecção e abertura de mercados, compra de máquinas e equipamentos, importação”, explica.

bancos-publicos
Bancos públicos podem oferecer vantagens para micro e pequenas empresas na hora de captar recursos. Foto: iStock, Getty Images

Balbinotto afirma que outros bancos e agências de fomentos públicos oferecem melhores condições de pagamento e de crédito do que bancos privados. Isso ocorre quando há políticas de estímulo e fortalecimento de pequenos e médios empresários.

No entanto, ele salienta que essas linhas de crédito, geralmente, são voltadas para determinados setores. “A diferença entre bancos públicos e privados ocorre quando há disponibilidade de crédito para alguns setores que o governo considere prioritário”, diz. “A grande diferença é a quantidade e disponibilidade de crédito existente para cada setor”, completa.

Mesmas regras

Seja em bancos públicos ou privados, a captação de recursos é submetida às mesmas regras de controle estipuladas pelo Banco Central. “Os mesmos documentos são necessários, as mesmas garantias, balancetes, serão feitas visitas, etc. Não existe uma diferença significativa de que um vai ser bom ou mal”, pontua.

Ele também ressalta que, diferentemente de bancos privados, as linhas de crédito de bancos públicos estão mais sujeitas a mudanças – aumento ou cortes no volume de crédito disponível -, especialmente quando ocorre mudança de governo.

Linhas de crédito do BNDES

As principais linhas de crédito do BNDES para MPMEs são:

BNDES Automático: é uma linha destinada a projetos de investimento, como a compra de máquinas e equipamentos.

A observação é que as máquinas, equipamentos e bens de informática adquiridos devem ser novos, produzidos no Brasil, credenciados no BNDES e tenham um índice de conteúdo nacional de no mínimo 60% ou cumprir o Processo Produtivo Básico (PPB).

O Banco financia até 90% do valor do bem e a empresa tem no mínimo três meses de carência para começar a pagar. Site com mais informações.

BNDES MPME Inovadora: linha voltada investimentos com perfil inovador, como negócios que introduzem inovações no mercado, fazem investimentos para modernização da base tecnológica, precisam de capital de giro para realizar esforços de inovação, etc.

O BNDES financia até 90% do valor do item, com um limite de até R$ 20 milhões por cliente e por ano – para capital de giro o limite é de R$ 10 milhões. A empresa tem prazo de até 10 anos e carência de 3 a 48 meses. Para mais informações, acesse este site.

Há também linhas de crédito de bancos públicos para o pagamento de Imposto de Renda e do 13º salário.

 

Gostou das dicas sobre os bancos públicos e as linhas de financiamento para micro e pequenas empresas? Compartilhe!