Planejamento de curto prazo é essencial para evitar apertos financeiros

Deixar um comentário

Planejamento: essa é uma daquelas palavras mágicas que todo gestor está cansado de ouvir e acredita saber tudo sobre. Contudo, nem todas as empresas, especialmente as de pequeno porte, dedicam o tempo necessário para traçar estratégias e alcançar objetivos e metas. Quando falamos do curto prazo, então, o plano de ações é constantemente substituído por decisões impulsivas.

Entenda a seguir por que é importante ter planos de curto prazo.

O que é planejamento de curto prazo

Fazer planejamento de curto prazo significa formular um ou mais planos (caminhos de ação) para atingir metas e objetivos a serem atingidos em um futuro próximo.

curto prazo
O planejamento deve envolver todas as atividades de uma empresa, incluindo as de curto prazo. Foto: iStock, Getty Images

Para isso, é necessário avaliar as necessidades, as demandas e os recursos disponíveis a fim de estabelecer uma estratégia para implementar uma ação e, posteriormente, poder direcioná-la e monitorá-la.

“Sem o planejamento, seja de curto ou longo prazo, as empresas não poderiam existir”, diz Iván Ricardo Guevara-Graterón, professor de finanças e contabilidade da Universidad Centroccidental Lisandro Alvarado, na Venezuela. “Mesmo em pequenas empresas, o planejamento é uma questão do dia-dia“.

Planejando para evitar apertos financeiros

Alvarado explica que o planejamento financeiro, como qualquer planejamento, é uma técnica utilizada pelas empresas para se antecipar aos eventos que podem se apresentar no futuro. Quanto a sua empresa tem para receber dos clientes? Quanto precisa pagar para os fornecedores? Quando vence a prestação no banco?

“Nem sempre as previsões são cumpridas e, regra geral, os fatos acabam sendo diferentes das previsões”, diz o professor. “Mas, com o planejamento financeiro, as possibilidades de se enfrentar apertos financeiros são muito menores”, completa.

Segundo ele, além de um bom planejamento financeiro, para alcançar objetivos, sejam de curto prazo ou não, também é necessário planejar o cronograma de fornecimento, de vendas, de produção, etc. “O planejamento é um jeito de se antecipar os fatos. Planejando o curto, médio e longo prazo, fica mais fácil lidar com as dificuldades e desafios cotidianos das empresa”. diz.

Por que fazer planejamento de curto prazo

Alvarado explica que, em primeiro lugar, deve-se entender o planejamento como uma ferramenta de gestão essencial para a estratégia de qualquer empresa.

Em segundo lugar, deve-se compreendê-lo como uma técnica que fornece maior segurança para que os objetivos e metas de gestão sejam atingidos. Afinal, sem estipular um percurso para atingir essas metas, dificilmente sua empresa conseguirá cumpri-las.

Da mesma forma, sem planejar os primeiros passos – isto é, avaliar quando será necessário fazer suas próximas compras de matéria-prima, de quem comprar e em qual quantidade -, torna-se mais difícil traçar um plano correto para o longo prazo.

Por outro lado, com um planejamento de curto prazo bem feito, o sucesso da empresa é facilitado. “Quando o planejamento é feito com as técnicas apropriadas, torna-se uma das melhores ferramentas que um diretor, gestor ou presidente pode ter para garantir o sucesso da sua empresa”, afirma.

O professor explica que a preocupação com o planejamento deve ser constante e precisa envolver todas as atividades da empresa, incluindo aquelas de curto prazo, em que aparentemente não seria necessário planejar com antecedência.

Entendeu a importância de planejar o curto prazo em um negócio? Se sobraram dúvidas, deixe um comentário e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar o artigo com seus amigos e seguidores.