Saiba qual tipo de capital de risco se enquadra em cada estágio do seu negócio

Deixar um comentário

Para cada estágio do seu negócio, você poderá contar com diferentes tipos de capital de risco para fazer o empreendimento crescer. Suas características variam de acordo com a necessidade e com a fase em que a empresa se encontra – reconhecer cada uma delas é fundamental para o sucesso do negócio. Veja abaixo alguns dos principais tipos de capital de risco disponíveis no mercado.

Capital de risco em fase inicial

Quando há apenas um projeto de empreendimento, ou quando a empresa ainda é uma startup, existem dois tipos de capital de risco mais comuns para serem utilizados. São eles:

Seed capital ou capital semente

Utilizado pela grande maioria das startups para tirar uma ideia do papel e colocá-la em prática, o capital semente cobre as despesas iniciais dos empreendimentos, incluindo gastos com pesquisa e desenvolvimento.

capital de risco
Seed capital, investimento anjo, venture capital, private equity e mezzanine financing são tipos de capital de risco. Foto: iStock, Getty Images

Em alguns casos, o provedor do seed capital é o próprio empreendedor, mas ele pode vir também de terceiros, o que gera riscos exatamente por ser uma fase inicial, na qual não há nenhuma garantia de sucesso. Embora de alto risco, o valor investido na grande maioria dos casos não é muito alto.

Investidor anjo

É o investidor que aplica recursos próprios em troca de ações ou participação na empresa. Geralmente trata-se de um empresário com alguma experiência no mundo dos negócios ou conhecimento específico no mercado daquele empreendimento, e que possui tempo suficiente no empreendedorismo para ter angariado capital de sobra para investir, mesmo que isso represente riscos.

Além de participação financeira, também contribui com dicas, conselhos e sugestões para o empreendedor. Este envolvimento não necessariamente significa exercer o controle sobre a parte operacional da empresa.

Capital de risco em fase de desenvolvimento

Quando a empresa encontra-se na segunda fase na escala de crescimento, mas ainda está passando por um processo de maturação, recebe investimentos do chamado capital empreendedor.

Conhecido mundialmente como venture capital, o capital empreendedor é um investimento focado em empresas com alto potencial de crescimento. Geralmente são estruturados como Fundos Mútuos de Investimentos em Empresas Emergentes, os FMIEE.

Trata-se de um investimento de alto risco e, por isso, esses fundos exigem altas taxas de retorno. Também por isso, opta-se por acordos nos quais acionistas podem nomear administradores e vetar determinados atos. Fundos de venture capital operam normalmente em um ambiente de incertezas.

Capital de risco em fase competitiva

Após passar pela fase de maturação, a empresa atinge o nível competitivo. Nesta fase, dois tipos de capital de risco podem ser utilizados.

Private equity

Por se tratar de empresas com nível mais avançado de competitividade, possui menos risco que o venture capital, mas ainda assim trata-se de investimento de risco. Exigem taxas de retorno ainda mais altas que o do venture capital.

Mezzanine financing

Está dividido em dois tipos: mezzanine debt, que estabelece dívida subordinada, ou mezzanine equity, com participação societária com prioridade sobre os demais acionistas.