Aprenda a otimizar os processos produtivos da sua empresa

Deixar um comentário

Condição para o sucesso de qualquer organização, o controle sobre os processos produtivos ainda é um desafio que aflige muitos empresários: para melhorar o desempenho, é preciso buscar a otimização gerindo recursos humanos e financeiros.

Apesar da aparente complexidade do conceito, algumas dicas simples contribuem para melhorar a eficiência. Entenda como agir para garantir o crescimento de sua empresa.

Definindo o conceito de processos produtivos

Em seu livro Aperfeiçoando Processos Empresariais, James Harrington estabelece que “processo é qualquer atividade que recebe uma entrada (input), agrega-lhe valor e gera uma saída (output) para um cliente interno ou externo, fazendo uso dos recursos da organização para gerar resultados concretos”. Assim, do ponto de vista empresarial, os processos produtivos podem ser gerenciais, organizacionais e de negócios.

O controle sobre os processos produtivos ainda é um desafio que aflige muitos empresários.
O controle sobre os processos produtivos ainda é um desafio que aflige muitos empresários. Foto: iStock, Getty Images

Processos de negócios

Estão relacionados à fabricação de produtos e à prestação de serviços, dependendo do ramo de atuação da empresa. Esses processos são considerados primários por incluírem atividades que geram valor para o cliente. Como são etapas de transformação, há grande potencial de geração de resíduos.

Processos organizacionais

São eles que garantem o funcionamento dos vários setores que compõem a empresa. Sem um bom controle sobre os processos organizacionais, o desempenho geral da organização é afetado, pois não há suporte.

Processos gerenciais

Os processos gerenciais incluem as decisões relacionadas ao gerenciamento e ao ajuste do desempenho de uma forma geral. Definição de metas, negociação de preços, revisão de cronograma e planejamento estratégico são ações que se incluem nesses processos.

Otimização dos processos produtivos depende da eficiência

De acordo com Harrington Emerson, o administrador que auxiliou Taylor a aplicar o chamado “Taylorismo” na cadeia de produção, há 11 princípios relacionados à eficiência:

1. Traçar um plano objetivo e bem definido, de acordo com os ideais da empresa

2. Manter o bom senso acima de tudo

3. Trabalhar para aperfeiçoar a orientação e a supervisão

4. Manter a disciplina em todas as etapas

5. Prezar pela honestidade e pela justiça social no trabalho

6. Reunir registros precisos e imediatos

7. Fixar remuneração proporcional ao trabalho

8. Estabelecer normas padronizadas para todas as funções

9. Fixar normas padronizadas para as operações em geral

10. Estabelecer orientações e instruções precisas

11. Fixar incentivos que favoreçam o maior rendimento da empresa.

Colocando os princípios em prática

Há várias formas de aplicar os conceitos de Harrington ao dia a dia da empresa, garantindo a eficiência dos processos produtivos. Entre as ações às quais você deve dedicar atenção, é possível citar:

Terceirização

Tarefas auxiliares, que não estejam relacionadas à atividade principal da empresa, podem ser terceirizadas. Quando bem empregada, a terceirização oferece custos menores e garante resultados mais efetivos, além de permitir que os funcionários foquem na missão da empresa.

Automatização

Essa regra vale principalmente para as indústrias, pois está relacionada à velocidade da produção. Automatizar processos produtivos pode significar uma maior produção em menos tempo, o que é sinônimo de eficiência.

Treinamento

Aposte no treinamento e na qualificação de seus funcionários, já que empregados mais preparados executam as tarefas com mais precisão e em menos tempo.

Motivação

Metas alcançáveis, combate à monotonia, premiações de acordo com o mérito e reconhecimento são algumas das principais formas de motivação.