Como trabalhar a motivação de funcionários na empresa

Deixar um comentário

A baixa motivação de funcionários compromete o rendimento dos trabalhadores e, consequentemente, o sucesso do negócio. Por isso, manter sua equipe incentivada a motivada a trabalhar mais e cada vez melhor é uma estratégia importante para aumentar produtividade e lucro.

Apesar dos seus evidentes benefícios, muitas empresas se negam a investir em programas de motivação de funcionários, em virtude do custo que esse tipo de iniciativa pode gerar. A verdade é que muitos desses programas não exigem investimentos muito pesados. E, mesmo que envolvam gastos, podem dar um retorno financeiro grande e rápido, em virtude do aumento da produtividade, principalmente em equipes que trabalhem diretamente com vendas.

O que dizem as pesquisas

Uma pesquisa da Right Management mostrou que os profissionais motivados são 50% mais produtivos nas empresas. O estudo entrevistou 30 mil pessoas em 15 países, 100 delas no Brasil.

Outro dado, levantado em pesquisa do site Trabalhando.com, mostra que um ambiente de trabalho com boa convivência torna 52% dos entrevistados mais motivados para trabalhar.

oferecer frutas frescas pode aumentar a motivação de funcionários
Medidas simples, como oferecer frutas frescas diariamente, podem aumentar a motivação de funcionários. Foto: iStock, Getty Images

Como aumentar a motivação de funcionários

Para melhorar a motivação dos funcionários na empresa, os departamentos de recursos humanos podem bolar estratégias que não obrigam as corporações a gastarem dinheiro com isso. Medidas simples, como parabenizar o profissional diante dos colegas – o que confere a ele um aumento na autoestima -, já trazem bons resultado.

Outros pontos importantes para manter a motivação dos funcionários são criar um ambiente confortável para o trabalho, estimular os profissionais a darem ideias e compartilhar o planejamento da empresa com os colaboradores, para que eles se sintam integrados.

Empresas que podem separar parte do orçamento para programas de incentivo podem tomar medidas bastante baratas, como fornecer alimentos para os funcionários. Foi isso que fez a empresa de biotecnologia Kemin, que passou a abastecer as geladeiras das cozinhas com frutas da época.

Estima-se que têm sido consumidos mais de 25 quilos por semana de vários tipos de frutas, como mexerica, maçã, pera e banana, repostas duas vezes por semana para estarem sempre frescas.

“Queremos incentivar os funcionários a terem mais saúde e qualidade de vida, o que também passa pela boa alimentação e pelo exercício físico”, afirma a diretora de recursos humanos e marketing corporativo da Kemin América do Sul, Muna Hammad. “Embora oferecer as frutas pareça um benefício simples, já percebemos o impacto positivo na motivação dos funcionários, pois o consumo é livre e fazemos questão de ter variedade e da qualidade”, diz a executiva.

Outro exemplo bem-sucedido em programas de incentivo foi o realizado pelo Grupo Camed, que promoveu uma premiação para os 25 melhores vendedores de seguros de vida, que ganharam uma viagem a Buenos Aires. Apesar de parecer um gasto, o programa trouxe resultados financeiros relevantes para a empresa.

Segundo Henrique Jenkis, técnico comercial do grupo, graças ao incentivo as vendas aumentaram 25% no período, compensando os gastos com a premiação. “Já trabalhávamos com a bonificação dos melhores corretores, com destaque em vendas, mas as viagens foram um incentivo maior que motivou a todos”, afirma.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.