Confira 4 dicas para aumentar a segurança da empresa sem gastar muito

Deixar um comentário

Mesmo que o faturamento de seu negócio impossibilite a contratação de um serviço de segurança profissional, é essencial que você tome precauções e faça investimentos para proteger seus clientes, funcionários e mercadorias. Quando o assunto é proteção, não há excesso de cuidado, tendo em vista os índices de violência sempre na crescente.

Por que investir em segurança

Você trabalha duro todos os dias para arcar com as despesas de seu negócio e, de repente, é vítima de um assalto que coloca em xeque a estabilidade financeira de sua empresa. Se isso nunca aconteceu, imaginar esse cenário é o suficiente para que você entenda a importância da prevenção. Confira, a seguir, quatro dicas para aumentar a segurança de seu negócio sem investir muito dinheiro.

segurança
Pequenos negócios podem ter dificuldade em arcar com os custos de segurança. Foto: iStock, Getty Images

Dicas para aumentar a segurança da empresa

  1. Vigilância natural

A primeira dica vale se você ainda não estabeleceu o seu ponto de venda. Opte por se instalar em áreas de maior visibilidade e presença policial. É essencial que o seu estabelecimento esteja localizado em uma área com iluminação adequada.

Fique atento a problemas com luzes queimadas e pavimentação, e alerte órgãos públicos o mais rápido possível quando houver problemas. Evite instalar-se ao lado de espaços desocupados e em construção, que facilitam a ação de criminosos.

  1. Cuidados com a edificação de sua loja

Quanto maior a visibilidade, maior a segurança de seu negócio. Por isso, é muito importante que a sua loja seja construída de uma maneira que seja mais fácil controlar o acesso e a saída das pessoas. Prefira locais com janelas amplas, em que se possa ver o interior da loja da rua e vice-versa.

Evite estruturas que cubram a linha de visão, como muretas laterais, estacionamentos e toldos acima das janelas. Opte por espaços que não tenham recuo em relação à calçada, pois isso também bloqueia a visão de quem está perto e não diretamente em frente.

  1. Organize seu estabelecimento

Dentro da loja, é importante organizar as mercadorias a uma altura que seja possível enxergar a movimentação de todas as pessoas que estão no local. Tente posicionar o caixa no fundo da loja – se for não possível, posicione-o de costas para a parede na lateral mais distante da entrada.

Utilize-se de cofre e de mais um local para guardar o dinheiro do negócio. Trabalhe com cartões de crédito, não apenas com dinheiro vivo. Você pode perder um pouco de faturamento, mas é mais seguro ter dinheiro na conta do que deixar tudo em um caixa físico.

  1. Dispositivos de segurança

Existem várias opções de equipamentos de segurança, mas é preciso tomar alguns cuidados, como a sua constante manutenção. Instale, sempre que possível, câmeras de segurança, mas opte por aparelhos que não sejam facilmente avistados por quem entra na loja. Para se proteger dos furtos por funcionários, mantenha a localização desconhecida até para seus vendedores. O sistema de controle também deve estar oculto, a não ser para a pessoa que faz o monitoramento.

Se você instalar alarmes, cuide para que o sistema não dispare automaticamente – isso trará descrédito para o seu negócio. Opte por sistemas que estejam diretamente ligados a uma central de monitoramento, mesmo que tenha que pagar mensalidade. Ainda há opções de alarmes silenciosos para você acionar sem que o assaltante perceba dentro da loja.

Comentários

  1. angelasilva dice:

    E não podemos nos esquecer da segurança digital também... Manter os sistemas de informática livres de vírus, com softwares adequados.