Confira 5 tipos de estrutura pop-up para levar seu e-commerce para o offline

Deixar um comentário

Loja pop-up é uma instalação temporária usualmente adotada por empresas online para a divulgação de seus produtos e serviços no ambiente offline por um curto período de tempo. É uma forma de aumentar a exposição da marca e passar uma mensagem sem ter de arcar com todos os custos necessários de uma operação de longo prazo. Confira a seguir cinco tipos de estrutura pop-up que o seu e-commerce pode adotar.

Opções de estrutura pop-up

1. Loja dentro de uma loja

Estabelecer uma parceria com uma empresa estabelecida para montar um espaço com os seus produtos dentro do espaço dela é um dos tipos de estrutura pop-up.

Funciona tanto quando são empresas do mesmo segmento (por exemplo, quando uma nova marca de roupas quer expor seus produtos dentro de uma grande varejista) quanto para negócios diferentes (por exemplo, uma doceria dentro de uma loja de eletrodomésticos).

A vantagem para o seu empreendimento é o baixo custo e a possibilidade de usufruir da clientela da outra empresa – que se beneficia ampliando sua oferta de produtos e por um influxo de novos clientes.

2. Quiosque ou estande

Essas opções de estrutura pop-up são excelentes para quem quer testar o mercado de determinado local. Por exemplo, quer saber se a sua loja funcionaria em um shopping center? Instale um quiosque temporário no local antes.

Também é uma boa para empresas que gostariam de fazer campanhas temporárias, como a apresentação de um produto novo.

estrutura pop up
Montar uma estrutura pop-up é alternativa para quem deseja expandir o alcance sem fazer compromissos de longo prazo. Foto: iStock, Getty Images

3. Sala vazia

Essa opção de estrutura pop-up é essencialmente uma questão de oportunidade. Quando um imóvel vaga, muitos proprietários encontram dificuldades para encontrar um novo comércio inquilino disposto a pagar o mesmo valor do que o anterior.

Se você tem um negócio, mas não tem condições de arcar com os custos de um ponto bem localizado, aproveitar estes momentos de vacância para negociar um contrato de curto prazo pode ser uma boa alternativa para as duas partes.

Essa pode ser uma estratégia adotada para quem deseja tornar a marca mais conhecida. Dependendo dos resultados financeiros, a empresa pode até pensar em fixar-se no ponto.

4. Feiras e exposições

Montar uma estrutura temporária em eventos sazonais não é nenhuma novidade para quem está acostumado a trabalhar em feiras de setores, mas muitos gestores de lojas virtuais desconhecem os benefícios de aproveitar essas grandes aglomerações para expandir seus negócios e o alcance de suas marcas. A maioria das cidades conta com um calendário fixo de eventos comerciais a serem realizados anualmente. Vale a pena ficar de olho e ver em qual deles o seu negócio poderia se encaixar.

Vale ressaltar também que mesmo as feirinhas de produtos agrícolas podem ser bons locais para montar uma estrutura pop-up. É uma ótima pedida para quem é o do segmento de produtos orgânicos, por exemplo.

5. Eventos artísticos

Além de aumentar a exposição da marca, abrir uma loja pop-up também tem como objetivo passar uma mensagem para o cliente. Para uma empresa que deseja salientar o design inovador de seus calçados, por exemplo, uma boa forma de fazer isso pode ser promover uma campanha de lançamento de uma nova linha de sapatos em uma galeria de arte.

Se você aprovou o artigo, compartilhe-o com seus seguidores nas redes sociais. Se tem dúvidas ou sugestões, deixe um comentário e contribua com a troca de ideias.