Conheça a diferença entre treinamento e desenvolvimento

Deixar um comentário

Ao investir nos recursos humanos, você viabiliza o crescimento da empresa e pavimenta o caminho para o sucesso. Não é à toa, por exemplo, que o ex-CEO da General Eletric, Jack Welch, dizia dedicar 60% de seu tempo ao desenvolvimento da equipe. Mas é preciso atenção para não confundir conceitos. Nesse artigo, você vai entender a diferença entre treinamento e desenvolvimento, para conseguir o melhor de seus funcionários.

Quem explica o que cada estratégia quer dizer e o impacto delas para os resultados da empresa é Marcela Baudino, coach de executivos e diretora da empresa argentina B&C Capacitación y Coaching. Boa leitura!

Compreenda os conceitos

Ao assumir a direção de uma empresa, você chama para si a responsabilidade pela tomada de decisão. É sua tarefa gerir os recursos financeiros, físicos e humanos, em busca do crescimento e da rentabilidade financeira.

Nesse contexto, o conhecimento aprofundado sobre as tarefas que competem a você é fundamental para ser bem-sucedido e tomar as decisões corretas. De nada adianta ter uma ideia genial e conseguir o investimento necessário se você não souber como agir para gerir uma empresa sustentável.

Diferença entre treinamento e desenvolvimento
Tanto o treinamento quanto o desenvolvimento contribuem para o crescimento profissional dos funcionários. Foto: iStock, Getty Images

Conhecer a diferença entre treinamento e desenvolvimento dos funcionários faz parte desse processo de instrução e capacitação do empreendedor, porque, embora sejam parecidas, as práticas contam com diferenças pontuais em sua estrutura e modo de operação.

A diferença entre treinamento e desenvolvimento

Para Marcela, a diferença crucial está em “saber” e “saber fazer, saber ser”. Entenda melhor a seguir:

Treinamento

A especialista explica que o treinamento geralmente é associado à capacitação profissional, seja ela individual ou em grupo. “Essa capacitação costuma ocorrer na empresa, e tem a ver com uma atualização de trabalho, cujo principal objetivo é aumentar e adequar o conhecimento e as habilidades técnicas dos trabalhadores para as necessidades específicas de cada posição”, analisa.

Para ela, portanto, o treinamento está associado ao “saber”: refere-se a uma habilidade específica.

Desenvolvimento

O desenvolvimento, por sua vez, é entendido como um processo mais longo, de aperfeiçoamento invidivual. “É o crescimento pessoal e profissional, que obedece às necessidades de auto-aperfeiçoamento experimentadas por cada indivíduo, ou aos aspectos que a empresa acredita que os funcionários devem melhorar para atingir os objetivos da companhia”, observa.

Para a especialista, o desenvolvimento implica em uma transformação pela qual o funcionário passa a partir das próprias experiências, erros e acertos. Trata-se, dessa forma, de “saber fazer” e “saber ser” no momento certo e na hora certa.

Por fim, a coach analisa que ambos processos contribuem para o crescimento dos empregados e da empresa. Enquanto o treinamento tem a função de atualizar o conhecimento necessário para desempenhar uma função, o desenvolvimento permite o crescimento pessoal dos funcionários, o que leva ao amadurecimento profissional. Com isso, é possível aproveitar ao máximo o próprio potencial.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.