Empresa sustentável: aprenda a evitar o desperdício de água

Deixar um comentário

Não há vida sem água. Considerado o bem natural mais valioso do planeta, o líquido é finito na sua forma potável e precisa passar por uma drástica mudança em seu gerenciamento para evitar a escassez a médio prazo. O alerta é da Organização das Nações Unidas (ONU), em relatório divulgado no mês de março.

As empresas – com destaque para as indústrias – têm papel importante nesse cenário. Ao adotar práticas sustentáveis de consumo e combater o desperdício, é possível economizar até mesmo recursos financeiros. A recomendação vale das grandes fábricas aos pequenos escritórios: quando o assunto é a água, qualquer gota é importante.

Escassez de água pode afetar saúde mundial

As reservas hídricas do planeta podem encolher 40% até 2030. A previsão da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) foi divulgada no Relatório Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento de Recursos Hídricos 2015 – Água para um Mundo Sustentável.

De acordo com o documento, não se trata de um problema de disponibilidade, mas de governança. O grande desafio é adotar um padrão de consumo mundial sustentável e, ao mesmo tempo, garantir o recurso às 748 milhões de pessoas que ainda não têm acesso à água potável.

O relatório apontou, ainda, que 20% dos aquíferos mundiais já são explorados de forma excessiva, o que pode acarretar consequências como a erosão do solo e a invasão de água salgada nesses reservatórios.

água
Empresas que combatem o desperdício de água economizam recursos financeiros e naturais. Foto: iStock, Getty Images

7 práticas para poupar água na empresa

Nesse contexto, a atuação consciente das empresas ganha importância fundamental, tanto no consumo adequado quanto na adoção de estratégias de reaproveitamento. Vale lembrar que não são necessárias grandes revoluções na estrutura da empresa para evitar o desperdício: pequenas atitudes diárias fazem a diferença.

1. Faça vistorias regularmente

Alguns vazamentos podem ser imperceptíveis: encanamentos antigos, válvulas com descargas desreguladas e torneiras com gotejamento mínimo são alguns exemplos. Ao realizar vistorias de forma regular – semestralmente, por exemplo –, é possível prevenir o desperdício.

2. Capte água da chuva

Aproveitar a água da chuva não requer um investimento de grandes proporções. Como ela não precisa ser tratada, fica prático utilizar pequenas cisternas para captação e posterior utilização. A água captada pode ser utilizada para limpeza em geral.

3. Avalie todos os processos da empresa

Procure identificar, em uma análise detalhada, quais práticas demandam mais consumo de água na empresa. A partir daí fica mais fácil atuar sobre os principais vilões e perceber possíveis discrepâncias.

4. Treine seus funcionários

De nada adianta você utilizar os recursos hídricos com inteligência se a sua equipe não comprar a ideia e continuar desperdiçando. É necessário conscientizar os funcionários com ciclos de palestras, seminários e avisos. Se nada disso adiantar, talvez seja prudente adotar um regime de multas para combater o desperdício.

5. Envolva os consumidores

Não há problema em transmitir uma imagem sustentável e incentivar o consumo consciente entre os consumidores, desde que a sua empresa seja coerente e adote práticas desse tipo no dia a dia. Os clientes tendem a valorizar as empresas que se preocupam de forma sincera com a cidade, a comunidade e o ambiente no qual estão inseridas.

6. Instale torneiras com fechamento automático

Controlar a vazão dos registros de forma automática é uma solução simples e efetiva, principalmente nos locais onde há grande pressão de água.

7. Adote a lavagem a seco

Lavar algumas roupas e uniformes a seco pode ser uma boa alternativa para evitar a escassez de água. Mas o serviço tende a custar mais caro, principalmente em lavanderias especializadas.