Gestão participativa: como ela pode colaborar para o sucesso da sua empresa

Deixar um comentário

Modernizar a gestão e manter os funcionários estimulados é uma das formas encontradas pelas empresas para aumentar sua produtividade e eficiência. Para atingir esse objetivo, uma das ferramentas mais usadas atualmente é a gestão participativa.

Empresas que adotam o modelo de gestão participativa colocam funcionários de todos os níveis hierárquicos no processo de tomada de decisão. Isso quer dizer que os colaboradores podem questionar, propor e opinar. Enfim, são estimulados a participar efetivamente do processo de gestão.

Benefícios da gestão participativa

O modelo de gestão participativa tem como prerrogativa engajar todos os funcionários nos objetivos da empresa. É uma forma de integrar toda a empresa às metas de crescimento.

gestão participativa
Na gestão participativa, os funcionários participam da tomada de decisão. Foto: iStock, Getty Images

É importante para a companhia contar com o engajamento de toda equipe, assim como é importante para empregados fazer parte das conquistas. Ao compartilhar a gestão, são compartilhados também os méritos e as responsabilidades e, assim, a empresa consegue comprometer os funcionários.

Companhias como a indústria de móveis Herman Miller, a gigante do software Microsoft e a empresa de tecnologia Xerox são apenas algumas que implementaram esse modelo.

Outra companhia que adota a gestão participativa é a fabricante de computadores Hewlett-Packard (HP), cujo modelo democrático e descentralizado adotado permite que os funcionários atuem de forma direta, com autonomia, na tomada de decisão. a empresa prima pela qualidade de vida dos funcionários. Por isso, cria um ambiente de respeito e de participação nos lucros.

Afinal, como diz o administrador de empresas e especialista em recursos humanos Idalberto Chiavenato, o capital humano é o maior ativo da empresa.

Uma vez implantado, esse modelo de gestão pode trazer diversos benefícios. Conheça alguns deles:

– Estrutura com poucos níveis hierárquicos.

– Velocidade na tomada de decisão.

– Motivação e moral elevado de todos envolvidos.

– Comprometimento com o resultado da empresa.

– Aumento dos lucros.

– Melhoria do sistema produtivo.

– Aumento assertivo das decisões pela participação dos colaboradores.

– Elevação no desenvolvimento profissional e educacional do grupo.

– Melhora significativa nos objetivos de desempenho.

Como implementar a gestão participativa

Veja algumas dicas para implantar a gestão participativa na sua empresa:

Compartilhe informações sobre a empresa e deixe dados sobre objetivos, metas e projetos disponíveis a todos.

Envolva os funcionários na tomada de decisão e troca de ideias.

feedback e estabeleça conjuntamente as metas pessoais dos colaboradores.

– Envolva diferentes áreas em um mesmo projeto

Quando é estabelecido um modelo de gestão participativa, o empresário e seus colaboradores dividem responsabilidades, participam da decisão sobre os objetivos e metas, e traçam os rumos do negócio. Prevalece a discussão de idéias, o respeito pela opinião alheia e a aceitação de experiências vivenciadas pelos outros, tudo baseado no diálogo.

Sem níveis hierárquicos e ouvindo a todos, um processo de gestão participativa pode ser uma oportunidade de ver os funcionários fazendo a empresa crescer cada vez mais com suas contribuições.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas:

Conheça 6 boas práticas de recursos humanos para pequenas empresas

Confira 5 ferramentas de gestão financeira para adotar em sua empresa

Descubra a importância da gestão de conflitos para a empresa

Saiba como fazer uma gestão de custos eficiente