Por que e como organizar a integração de novos funcionários

Deixar um comentário

A seleção dos melhores candidatos é só uma parte do processo de garantir mão de obra qualificada para o seu negócio. Conforme explica Flora Victoria, presidente da SBCoaching Empresas, a experiência só é completa quando o trabalhador se sente engajado e emocionalmente ligado aos valores da organização. O primeiro passo para isso é planejar uma boa política de integração de novos funcionários.

A importância da integração de novos funcionários

Uma integração estratégica que consiga ser, ao mesmo tempo, inclusiva e humanizada. Esse é o maior desafio que as empresas encontram pela frente na hora de organizar a equipe.

O problema é quando o empreendedor não consegue visualizar a importância que o capital humano tem para o seu negócio. Sem que o trabalhador se sinta confortável e acolhido, o menor problema vira motivo para conflitos no ambiente organizacional.

O resultado é um rendimento menor e com qualidade comprometida, além de demissões prematuras, que poderiam ser evitadas com a criação de um espaço construtivo e colaborativo, em que o diálogo seja uma ferramenta utilizada pelos dois lados.

integração de novos funcionários
Criar um ambiente acolhedor é um passo importante para garantir a integração de novos funcionários. Foto: iStock, Getty Images

Como fazer a integração de novos funcionários

O objetivo é permitir a integração de novos funcionários no menor tempo possível, de modo que eles se sintam parte da empresa, sem ansiedade e desgaste. As técnicas para chegar até esse cenário são variadas e o certo é que não há uma fórmula mágica.

“Uma boa dica ao empreendedor é que ele invista em um programa personalizado de integração de novos funcionários, para que eles se sintam à vontade durante o ingresso e confiantes em assumir sua nova posição”, indica Flora.

Um exemplo é a criação de um vídeo ou apresentação que mostre a história da empresa, sua missão, valores e objetivos, além de normas, políticas, código de ética e estrutura organizacional. Assim, fica mais fácil que ele tenha uma visão macro do lugar em que está e de qual será o seu papel.

Outra forma complementar é pedir para que os profissionais das diferentes áreas do negócio falem sobre o trabalho que desenvolvem e como podem ajudar em caso de dúvida ou de problemas.

“Tudo o que ele vai precisar é de um ambiente acolhedor, em que se sinta seguro e certo de que pode contar com a colaboração dos colegas mais antigos para desempenhar seu trabalho”, finaliza a presidente da SBCoaching Empresas.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.