Produtividade é fundamental na hora do aumento de salário

Deixar um comentário

Gerenciar uma equipe não é tarefa fácil. Cada pessoa possui uma forma de pensar e agir, além de personalidades completamente diferentes. O desafio aumenta quando o assunto é dinheiro – todo funcionário almeja uma valorização salarial. Mas como saber qual é a hora certa de conceder o desejado aumento de salário?

O momento certo de conceder aumento de salário

Para saber quando é o momento certo de valorizar os membros de sua equipe e proporcionar o aumento de salário, é preciso estar atento ao trabalho e ao rendimento. Segundo Rigoberto Acosta, diretor da Coach Latinoamérica, com experiência de mais de 25 anos em consultoria empresarial, a recomendação é concentrar-se em metas de produtividade ao invés de se deter a questões como tempo de empresa.

Uma boa dica, de acordo com o especialista, é construir planos de carreira e de vida juntamente com seus funcionários, estipulando os critérios da empresa, através dos quais seja possível almejar cargos e salários mais altos. Essa é uma das medidas mais efetivas para motivar um funcionário, que trabalhará “vestindo a camisa” da empresa.

Aumento de salário
Tempo de empresa não é o mais importante na remuneração; empreendedor deve levar em conta produtividade. Foto: iStock, Getty Images

Além disso, Acosta afirma que é importante estabelecer o fornecimento de bônus e comissões diferenciadas para o cumprimento de metas. Mas atenção, o ideal é que o empregado aproveite ao máximo as suas horas de trabalho, melhorando a produtividade durante o expediente. Portanto, não trace metas impossíveis de serem alcançadas, o que só aumentará o estresse e desmotivará o funcionário.

Depois dessas medidas, na hora de avaliar o pedido de aumento de salário do funcionário, é preciso fazer uma análise qualitativa e quantitativa com base em seus indicadores, para saber se o desempenho é satisfatório ou não, e se condiz com o pedido. Embora fundamental, só produtividade não basta. Veja abaixo outros aspectos a serem levados em consideração, além do desempenho, de acordo com o diretor da Coach Latinoamérica, Rigoberto Acosta.

  • Obtenção de melhorias em processos ou operações internas;
  • Desenvolvimento de estratégias próprias de aumento e retenção de clientes;
  • Contribuição com aspectos de sistematização, a fim de otimizar tempo e logística;
  • Proatividade;
  • Vontade e empenho;
  • Representar bem e vestir a camiseta da empresa

Aumento de salário ajuda a reter talentos

Além dos fatores já citados, a retenção de talentos deve ter peso importante na decisão sobre a decisão do aumento de salário, afirma Acosta. Segundo ele, embora crucial, a preocupação em manter os bons funcionários é desprezada em empresas de todo porte – o que o especialista considera um erro grave de gestão.

Para Acosta, os membros da equipe não devem representar apenas cifras ou custos mensais – ou seja, os gastos com salário – mas sim há que se considerar o investimento de tempo, o esforço feito por cada um e a “curva de aprendizado” desenvolvido ao longo do tempo de permanência na empresa. Além disso, o especialista observa que os custos de formação são mais altos do que aqueles gerados pela manutenção da equipe.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.