Saiba o que é e como elaborar um plano de cargos e salários

Deixar um comentário

A remuneração adequada é muito importante para manter o funcionário motivado dentro da empresa. Além disso, manter uma política de pagamento condizente com o mercado é fundamental para que a empresa seja capaz de reter os seus talentos e se manter competitiva. Para que isso seja possível, vale a pena adotar um plano de cargos e salários, que permite a manutenção de um padrão claro dessa política.

Mas afinal, o que é um plano de cargos e salários, e qual a sua importância dentro da empresa? Essa regulamentação funciona como forma de determinar a posição e a remuneração correspondentes aos diferentes cargos dentro de uma companhia.

Os gestores devem atuar para fortalecer a companhia, mostrando uma política de remuneração clara e objetiva. Esse plano ajuda a estruturar o pagamento dos recursos humanos e manter o grupo motivado.

plano de cargos e salários
Elaboração de plano de cargos e salários deve considerar valores praticados pelo mercado. Foto: iStock, Getty Images

Como criar um plano de cargos e salários

Para saber como elaborar um plano de cargos e salários de modo que ele seja claro e preciso para todos os colaboradores, confira abaixo 4 passos.

1. Atribuir funções e responsabilidades

Antes de tudo – inclusive de pensar em remunerações – é preciso definir, juntamente com os gestores da empresa, quais são as atribuições e responsabilidades de cada cargo ocupado. Se você possuir um organograma claro dentro da empresa, fica mais fácil de fazer essa divisão, obedecendo cargos e a hierarquia da companhia.

2. Pesquisar salários praticados no mercado

Antes de fixar os valores em seu plano de cargos e salários, é recomendável que você faça uma pesquisa abrangente na região e no mercado de atuação do seu negócio. Assim, você conseguirá manter seus valores dentro daquilo que é praticado em outros lugares, o que ajuda a manter a competitividade.

Além disso, equilibrar os valores com a concorrência ajuda a diminuir o interesse de sua equipe em sair de sua empresa, o que é bom para manter baixos os índices de rotatividade do quadro de funcionários.

3. Integre os planos da empresa

Além do plano de cargos e salários, os planos de carreira para os membros de sua equipe também são importantes. Você deve deixar claro para os funcionários quais caminhos eles precisam seguir para ocupar cargos mais importantes e ganhar espaço dentro da companhia. Também é válido oferecer melhores posições para quem seguir se capacitando e se especializando.

4. Avalie os desempenhos constantemente

Definidos cargos, funções e remuneração, é preciso acompanhar com frequência como está sendo a evolução da equipe dentro do plano de cargos e salários. Veja quais são os pontos positivos e as fraquezas de cada um e como eles estão desempenhando as atividades atribuídas. Uma boa dica para isso é realizar autoavaliações.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas:

Conheça a diferença entre os conceitos de remuneração e salário

Conheça 4 tipos de salário para pagar sua equipe

Confira 6 dicas para definir o salário dos sócios da empresa

Produtividade é fundamental na hora do aumento de salário

Como planejar o pagamento do décimo terceiro salário