Saiba usar recursos para seleção de profissionais no LinkedIn

Deixar um comentário

Caçar talentos e desenvolver processos de seleção sempre foram preocupações do meio empresarial, em especial na busca por profissionais qualificados. Nos últimos anos, porém, os métodos de recrutamento vêm sofrendo modificações, em parte ocasionadas pela ascensão do LinkedIn.

Nessa rede social, usuários criam perfis que servem como uma espécie de cartão de visitas, com informações relevantes sobre suas trajetórias profissionais. As empresas, por sua vez, têm a possibilidade de pesquisar por pessoas que tenham o perfil ideal para cada vaga.

seleção
LinkedIn é aliado de grandes empresas na hora de selecionar os profissionais para preencher vagas. Foto: iStock, Getty Images

Grandes corporações mundiais, como a fabricante de computadores Dell, por exemplo, já recorrem ao método de seleção. Mas como lidar com os desafios da dinâmica de contratação pelo LinkedIn? Confira a seguir algumas dicas.

A seleção pelo LinkedIn

Lançado em 2003, foi apenas seis anos depois que o LinkedIn conquistou 50 milhões de adeptos. Mas a adesão à rede cresceu de forma significativa desde então.

Hoje, são mais de 347 milhões de usuários no mundo, sendo que a plataforma ganha dois novos integrantes a cada segundo. Estados Unidos, Índia e Brasil são os países com maiores números de usuários.

Como a rede é cada vez mais utilizada no ramo profissional, não há dúvidas de que o LinkedIn é uma ferramenta capaz de ajudar na seleção de colaboradores. Mas há quem questione sua eficácia, em especial se for usado como único método pelos recrutadores.

Divergências à parte, o fato é que hoje a rede é uma aposta de grandes empresas e se constitui uma via de mão dupla: enquanto os empreendedores procuram por bons profissionais, os usuários disponibilizam suas informações em busca por novas oportunidades de emprego.

Dicas para realizar a seleção online

O LinkedIn tem potencialidades que podem beneficiar o método de seleção, trazendo agilidade e economia. Mas para tirar proveito delas, é necessário saber usar a rede social de maneira adequada. Veja 3 problemas que podem surgir na hora de fazer o recrutamento online e como solucioná-los.

Pesquisas ineficazes

Se as suas pesquisas do LinkedIn Recruiter geram muitos ou poucos resultados, encontrar o profissional adequado se torna uma tarefa difícil. De acordo com o Guia de Recrutamento para Pequenas e Médias Empresas do LinkedIn, quando isso acontece, é necessário dominar a pesquisa booleana.

Essa pesquisa permite que você limite ou amplie as buscas na ferramenta. A partir da combinação de palavras e frases, usando as palavras AND, OR e NOT (e, ou e não, em inglês), você pode delimitar as buscas e aperfeiçoar a procura por candidatos.

Falta de orçamento

Se você não dispõe mais de orçamento para investir em recrutamento online, saiba que o LinkedIn oferece algumas ferramentas gratuitas, entre elas as Company Pages e os Grupos.

As Company Pages permitem a criação de perfis para a empresa. Para aumentar o potencial de sua página, o guia aconselha a utilização de vídeos e outros recursos visuais, o aumento da base de seguidores, atualizações de status direcionadas e patrocínio da publicação de conteúdo.

Já nos Grupos, é possível buscar talentos informalmente, a partir de conversas com os usuários. Para se destacar, aposte em respostas rápidas e autênticas.

Dificuldades para armazenar os dados

Com um banco de dados tão grande quanto essa rede social, você pode se deparar com dificuldades na hora de armazenar contatos de possíveis funcionários. Para facilitar esse processo, o LinkedIn Recruiter oferece o Talent Pipeline.

Esse recurso possibilita que a empresa agregue, acompanhe e entre em contanto com os candidatos. Com a ferramenta, é possível adicionar marcadores, salvar as pesquisas e receber atualizações dos usuários.

Comentários

  1. Carlos S dice:

    Já fui contatado umas duas vezes por empregadores no LinkedIn. Pesando os prós e os contras, vejo que há muito mais vantagens. Tanto para empregadores como profissionais.