Windows XP: saiba os riscos de seguir usando o sistema

Deixar um comentário

O suporte ao Windows XP, um dos sistemas operacionais de maior sucesso da Microsoft, foi encerrado em abril de 2014. Ainda assim, pequenas e médias empresas seguem utilizando o software. É preciso muita atenção aos riscos de utilizar sistemas defasados. Ao utilizá-los, sua empresa pode estar exposta a muitas falhas de segurança. Siga a leitura e saiba como se proteger.

Fim do suporte ao Windows XP aumentou riscos

O principal motivo pelo qual o Windows XP não oferece mais a segurança necessária está relacionado ao encerramento do suporte da Microsoft para a plataforma. Isso tornou o sistema mais vulnerável para pessoas que desejam burlar suas operações.

Windows XP
Utilizar Windows XP pode colocar em risco a segurança da empresa. Foto: iStock, Getty Images

De acordo com estatísticas do StatCounter, datadas de outubro de 2013, mais de um quinto dos computadores do mundo operavam com Windows XP. Ainda que a data seja anterior ao fim do suporte, a estatística dá uma dimensão da importância do software para a indústria da tecnologia.

Em função da quantidade de usuários e da ausência de suporte,  o Windows XP tornou-se uma plataforma insegura tanto para uso pessoal como empresarial. Ao utilizar o sistema, sua empresa corre mais riscos de sofrer ataques virtuais, como invasões e ataques de malwares. No entanto, caso você seja um usuário da ferramenta, a Microsoft disponibiliza meios para facilitar a migração para sistemas mais modernos.

Uso de softwares antigos aumenta gastos com suporte

Além da segurança, a utilização de softwares antigos – como é o caso do Windows XP – também pesa no bolso do microempresário. De acordo com estudo feito em 2012 pelo International Data Corporation e patrocinado pela própria Microsoft, o gasto com TI para suporte de sistemas antigos pode saltar de US$ 451 dólares no segundo ano para US$ 766 até o quinto ano de uso. Além disso, o custo em relação à produtividade do usuário no mesmo período quase dobra.

Confira 7 dicas de segurança online para sua empresa

A preocupação em relação ao ambiente online não se restringe a softwares e sistemas operacionais antigos como o Windows XP. A configuração atual do mercado exige que toda e qualquer empresa esteja familiarizada com o tema de segurança virtual.

O site oficial do McAfee, software de segurança e antivírus, listou algumas das medidas de prevenção para se proteger na internet. Listamos abaixo sete delas. Confira e coloque-as em prática na sua empresa.

  • Verifique se as mensagens de e-mail contêm erros de ortografia. Caso haja, pode se tratar de um golpe.
  • Altere suas senhas com frequência. O mais indicado é que isso seja feito no máximo a cada 90 dias.
  • Não preencha formulários diretamente em emails ou anexos.
  • Mantenha seus softwares de navegação sempre atualizados.
  • Não utilize internet sem fio pública, pois isso pode colocar em risco informações importantes – tanto pessoal como da empresa. E proteja sempre com senha sua rede wifi.
  • Verifique se os sites acessados, inclusive se você compra online de fornecedores, possuem a letra “s” depois do http, na barra de endereço. Trata-se de um indicador de segurança do site
  • Monitore com frequência a permissão de aplicativos, para saber a que cada um deles tem acesso.

Além de atualizar os computadores de seu negócio, deixando de usar softwares antigos, é necessário ter cuidado com os riscos que a empresa corre no ambiente virtual. Ao combinar essas duas práticas, a segurança online da sua empresa estará garantida.

Gostou dessas dicas sobre segurança na internet? Se você tem alguma pergunta ou sugestão sobre o assunto, deixe seu comentário. E não esqueça de compartilhar esse artigo com seus colegas e colaboradores nas redes socais.

Comentários

  1. Carlos S dice:

    Eu recomendo o Linux. É gratuito e funciona muito bem.