Aceleradora de startups impulsiona boas ideias: veja as 5 maiores da América Latina

Deixar um comentário

Com programas de aceleração que financiam projetos inovadores e de grande potencial, a aceleradora de startups exerce um papel fundamental para a consolidação dessas empresas no mercado.

Para participar dessas iniciativas e ter o seu projeto financiado, é preciso entender o processo e conhecer as oportunidades, analisando o perfil de cada aceleradora. Conhecer as maiores aceleradoras da América Latina pode ser o primeiro passo.

Aceleradora de startups dá fôlego aos projetos

Uma aceleradora de startups é uma entidade (pública ou privada) que investe em startups, financiando a execução da ideia e fornecendo recursos para que a empresa cresça. Em troca, ela recebe uma porcentagem de participação no negócio, que costuma variar entre 2% e 10%.

Mas não basta fornecer os recursos: como o sucesso da startup – e dos investimentos  realizados pela aceleradora de startups – depende do seu desempenho, as aceleradoras oferecem suporte de gestão, orientando os profissionais à frente da empresa para qualificar o negócio, seja ministrando cursos ou ajudando a rever o modelo de negócio.

aceleradora de startups
Públicos ou privados, os programas de aceleração viabilizam a criação e o desenvolvimento de projetos com potencial. Foto: iStock, Getty Images

“A aceleradora geralmente faz um investimento financeiro, cede espaço de escritório, melhora o networking e orienta os empresários em troca de participação no negócio. Os programas de aceleração costumam ser curtos, com duração de um a três meses”, explica o fundador da Credential Cabinet, Ely Greengberg, em um artigo publicado no portal Bplans.

Sobreviver por conta própria é o desafio

A ideia é oferecer aporte financeiro e consultoria para que a startup chegue no menor tempo possível ao chamado break even, o momento a partir do qual ela conseguirá pagar as contas, sobrevivendo por conta própria.

A aceleradora de startups é importante porque, em geral, empresas do segmento digital levam muito tempo para alcançar o break even. Em muitos casos, o investimento inicial não dá conta e é preciso decretar falência, por mais genial que seja o produto oferecido.

Essa dificuldade se explica pela dinâmica diferenciada das startups, pela concorrência acentuada e pelo perfil multi-tarefa exigido dos empresários que se aventuram nesse segmento: mais do que ser um especialista no segmento da empresa, ele precisa saber gerir as finanças da empresa, programar as atividades, controlar o fluxo de caixa e contratar funcionários.

As 5 maiores aceleradoras da América Latina

Um levantamento realizado pela Fundacity em 2014 revelou que Brasil e Chile são os dois países da América Latina cujas aceleradoras mais investem – tanto na quantidade de startups beneficiadas como no valor total.

Os dados foram divulgados no relatório Latam Accelerator Report 2014. Segundo o levantamento, as cinco maiores aceleradoras de startups da região são:

Startup Chile – 239 startups aceleradas (Chile)

2º SEED – 73 startups aceleradas (Brasil)

Wayra – 57 startups aceleradas (escritório internacional)

NXTP Labs – 51 startups aceleradas (escritório internacional)

Startup Mexico – 50 startups aceleradas (México)

No momento, a SEED passa por um processo de reestruturação no Brasil, com fechamento temporário – segundo o Governo do Estado de Minas Gerais – do escritório onde os empresários recebiam orientação. A promessa é de que a aceleradora de startups continuará em funcionamento assim que as pendências forem resolvidas.

De acordo com a Fundacity, o valor total investido pelas 53 aceleradoras pesquisadas foi superior a US$ 35 milhões, dividido em mais de 800 startups.

Como escolher a melhor aceleradora de startups

A escolha pela aceleradora de startups vai depender do seu perfil, do segmento no qual você atua, do que você espera de uma aceleradora e do estágio da sua empresa. É preciso ponderar todos esses critérios antes de tomar a decisão final:

– Pesquise sobre o programa da aceleradora

– Descubra e conheça os mentores da iniciativa

– Avalie a participação da aceleradora em outros projetos

– Conheça a estrutura oferecida pela aceleradora

– Converse com outras startups, investidores e empreendedores.