Conheça e veja como aderir ao consumidor.gov.br

Deixar um comentário

Assim que a internet se tornou acessível para boa parte da população, passou a ser usada para uma infinidade de tarefas cotidianas, inclusive para mediar a comunicação com órgãos reguladores. Nesse embalo, em 2014, o Ministério da Justiça criou o site consumidor.gov.br, no qual é possível reclamar quando a empresa não dá o retorno prometido.

consumidor.gov.br exige adesão

A proposta da página é funcionar como um canal direto entre consumidor e empresa. Entretanto, a empresa precisa realizar uma adesão formal ao site. O serviço principal ao consumidor é a apresentação do perfil das empresas participantes, a quantidade de reclamações, o índice de soluções e a satisfação dos clientes.

consumidor.gov.br
A internet proporciona canais para o consumidor compartilhar suas experiências com determinada marca. Foto: iStock, Getty Images

O consumidor, por sua vez, também precisa se cadastrar para fazer uma declaração formal. Atualmente, o site conta com mais de 130 empresas e cerca de 22 mil consumidores cadastrados. Destes, 13 mil já registraram suas queixas online.

Juliana Pereira, titular da Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça, esclarece que este é um serviço público prestado pelo Estado, com o objetivo de atender uma demanda do consumidor. Além de resolver algumas questões diretamente com as empresas, essa relação também contribui para a construção de políticas públicas.

Como funciona o serviço

Todas as reclamações registradas no site consumidor.gov.br serão monitoradas pelo Estado por meio dos Procons estaduais e municipais, e também pela Secretaria Nacional do Consumidor. Para o órgão, a análise dos dados do site servirá como ferramenta para conhecer melhor os problemas do consumidor e elaborar melhorias conforme a demanda.

Nos indicadores do consumidor.gov.br constam itens como índice de solução, índice de satisfação, prazo médio de resposta e índice de reclamações respondidas. Também é possível filtrar o índice de reclamações por empresa, relatos de consumidores e até mesmo conferir as informações em infográficos.

Para saber melhor como funciona, o site disponibiliza o Guia do Usuário para Empresas. O documento traz um tutorial de navegação no site, a forma correta de responder às reclamações e os prazos da empresa. Todas as respostas são publicadas em caráter aberto no site.

Outros modelos

Atualmente há muitas opções para fazer uma reclamação virtual. No entanto, esse método que os consumidores utilizam na busca pelos seus direitos se popularizou com o Reclame Aqui. O site já tem 13 anos de atuação e, atualmente, serve como fonte de pesquisa quando o comprador está em dúvida em fazer negócio com determinada empresa.

As atividades do site partiram de um consumidor que, após ter enfrentado alguns problemas com uma companhia aérea, procurou o serviço de atendimento ao consumidor da empresa e não obteve o retorno esperado. A partir de então, ele deu início às operações do Reclame Aqui, transformando o portal em uma ferramenta de utilidade pública para o consumidor.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.