Taxa Selic: entenda como ela impacta no seu negócio

Deixar um comentário

Com certeza, você já deve ter ouvido falar no Sistema Especial de Liquidação e Custódia, ou simplesmente taxa Selic. Mas você sabe qual impacto esta taxa tem no seu dia a dia, seja como empreendedor ou mesmo como consumidor?

Como a taxa selic impacta nos negócios?

De acordo com o Sebrae, a taxa Selic é uma das mais importantes para o empreendedor ficar atento, pois impacta diretamente na concessão de crédito. Utilizada pelo Banco Central (saiba mais sobre a história da taxa Selic abaixo) como uma das ferramentas para controlar a inflação, o valor é uma média dos juros pagos pelo governo por empréstimos em bancos.

Quando a taxa está alta, favorece a queda da inflação, pois desestimula o consumo, pois os juros aumentam. Quando a Selic está em queda, tem efeito contrário, pois fica mais fácil tomar crédito com condições favoráveis.

No último dia 30 de abril, a taxa Selic passou de 12,75% para 13,25%. O presidente da Associação Comercial de São Paulo, Alencar Burti, criticou a decisão e classificou a posição do Banco Central como equicovada, mesmo com a inflação em alta.

Segundo ele, o impacto do aumento anterior da taxa ainda não se fez sentir integralmente sobre a economia. Para Burti, ainda há o agravante de que todos os indicadores de atividade econômica, produção industrial e vendas do varejo apresentaram desaceleração.

Selic
Taxa Selic alcançou maior índice da história em 1999, quando chegou perto dos 45%. Foto: iStock, Getty Images

O aumento já havia sido previsto pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo, a Fecomércio-SP. No início do ano, a entidade declarou que a taxa Selic alcançaria índice superior a 13% ainda no primeiro semestre.

Para a Fecomércio, o aumento traz prejuízos para os empresários, que terão de conviver com taxas de juros ainda mais altas, mesmo que o ritmo de investimentos e de consumos seja mais baixo, o que geralmente ocorre quando a taxa Selic aumenta.

A origem da taxa Selic

Desde 1996, a taxa Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira. É uma ferramenta do Banco Central do Brasil, utilizada para definir a meta das taxas de juros estabelecida pelo Comitê de Política Monetária, o Copom.

De acordo com informações do próprio BC, o Copom foi criado em 1996, com o objetivo de estabelecer as diretrizes da política monetária e definir as taxas de juros.

A criação do comitê proporcionou maior transparência e seguiu uma tendência já praticada nos Estados Unidos e na Alemanha, que depois apareceu em países como Inglaterra e também foi lançada pelo Banco Central Europeu, após a adoção do Euro como moeda única, em 1999.

Entre os objetivos formais do comitê, está implementar a política monetária e definir a meta da Taxa Selic. A maior taxa Selic já registrada, desde sua entrada em vigor, em 1996, foi de 44,95%, e vigorou entre 5 de março de 1999 até 24 de março de 1999.