Como usar o crowdsourcing como aliado na inovação empresarial

Deixar um comentário

O cenário de um mundo cada vez mais conectado e globalizado está obrigando as empresas a agirem cada vez mais fora da curva, pensarem fora da caixa e abandonarem os padrões conhecidos para se destacar no mercado. A inovação empresarial é um processo importante no mundo dos negócios, mas muitas vezes, tem um preço.

Por isso, cada vez mais companhias apostam em alternativas para colocar em prática as suas ideias, e o crowdsourcing é uma dessas estratégias.

A importância da inovação empresarial

A intensa disputa por novos mercados vem obrigando as empresas – seja qual for seu porte – a desenvolverem estratégias que possam tornar seus processos internos mais dinâmicos. Todas as empresas com foco no cliente buscam a inovação empresarial para satisfazê-los.

inovação empresarial
A inovação empresarial é essencial para fazer as companhias crescerem de forma sustentável. Foto: iStock, Getty Images

“Em tempos de economia globalizada, a capacidade das empresas em inovar não somente representa uma vantagem competitiva; é também fator estratégico para a sustentabilidade do negócio. A essência da inovação é questionar as crenças existentes e desafiar a lógica convencional”, afirma Jussara Dutra, gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Senior, empresa desenvolvedora de sistemas de gestão.

“A partir desse ‘pensar diferente’ podem surgir ideias que revolucionam o mundo, novos produtos e serviços são criados, muitas empresas nascem e outras se reinventam”, diz a executiva.

Inovação empresarial e crowdsourcing

Mas essa inovação precisa estar sempre dentro da empresa? A crise econômica mundial de 2008 fez as empresas da Fortune 500 – lista anual das 500 maiores empresas americanas feita pela revista Fortune – descobrirem no crowdsourcing uma maneira de manter a competitividade e os investimentos em inovação empresarial a um custo acessível.

O crowdsourcing é um termo usado para explicar o uso do conhecimento coletivo e de voluntários como uma forma de solucionar problemas, buscar soluções ou criar conteúdo através da internet.

O exemplo mais claro disso é a Wikipédia, enciclódia colaborativa cujos verbetes são criados e revisados por voluntários de todo o mundo.

Mas como esse fenômeno se encaixa na inovação empresarial? O maior exemplo de que o crowdsourcing se consolidou como principal ferramenta da inovação é o fato de a Nasa, a agência espacial americana, ter investido US$ 20 milhões em contratos de crowdsourcing para os próximos cinco anos.

As maiores empresas do mundo também estão adotando crowdsourcing quando o foco é inovação. Apple, Google, Amazon, Zimbra, Meebo, Skype, Salesforce.com, Eli Lilly , P&G (Procter & Gamble), BASF, DuPont, Dow Chemical, General Mills, Kimberly-Clark e GSK (Glaxo Smith Kline) são apenas alguns exemplos.

Mas se engana quem pensa que apenas grandes empresas podem fazer uso do crowdsourcing para acelerar a inovação empresarial.

“Pequenas, médias e grandes empresas aprenderam que muitas de suas boas ideias, abordagens e soluções podem vir do ambiente externo à sua organização, aproveitando o que existe de melhor em termos de investigação científica produzida pelas mais bem conceituadas universidade do mundo”, afirma Soraya Gadit, CEO e fundador da Inocrowd, empresa voltada para soluções de crowdsourcing.

inovação empresarial

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas