Correio é coisa do passado? Veja opções de entrega para e-commerce

Deixar um comentário

Fidelizar os clientes da loja virtual é indispensável para empreendedores que desejam se destacar no e-commerce. Para fazer isso, investir em um serviço de entrega de qualidade deve ser prioridade. No entanto, escolher a forma de entrega ideal dos produtos pode ser motivo de dúvida: utilizar o correio ou uma transportadora?

Para responder a essa questão, o empreendedor deve analisar alguns aspectos do negócio, pois o custo-benefício de utilizar o correio ou uma transportadora varia, dependendo da demanda e do tipo de produtos que são comercializados. Para fazer uma escolha certeira, confira algumas dicas de alternativas para entrega de produtos.

correio
Levar em conta as características dos produtos é essencial na hora de escolher o frete para sua loja virtual. Foto: iStock, Getty Images

Correio: benefícios e desvantagens

Empreendedores que utilizam o serviço estatal de correio para encaminhar os produtos aos clientes desfrutam de algumas vantagens. Atualmente, são oferecidos serviços de entrega específicos para lojas de e-commerce. É possível, por exemplo, por meio de um contrato, obter descontos dependendo do volume enviado mensalmente ou pagar o frete por fatura.

No entanto, optar por esse serviço também tem desvantagens. Uma delas é o fato de o correio possuir restrições de pesagem – 30 quilos ou menos, dependendo do serviço utilizado.

Outro ponto negativo é que, escolhendo essa opção, não fica estabelecida uma relação de cliente e prestador de serviço. Nesse caso, o empreendedor tem mais dificuldades para adequar o serviço às necessidades do negócio.

Transportadoras são alternativa ao correio

Dependendo da quantidade de itens que você vende e das características dos produtos a serem enviados aos clientes, contratar uma transportadora pode ser a opção ideal. As transportadoras para território nacional não possuem restrição de pesagem das encomendas.

Mesmo que você esteja suscetível a pagar mais caro pelo envio das mercadorias devido as suas características, as transportadoras oferecem um poder maior de negociação, uma vantagem em relação ao correio.

Além disso, tenha em mente que o risco de haver uma paralisação ou greve de uma transportadora privada é menor se comparado ao do serviço estatal de correio. Dessa forma, ao optar por uma empresa, é rara a ocorrência de atrasos das encomendas, o que garante uma melhor experiência de compra aos consumidores.

Lembre-se: a logística é fundamental para fidelizar os clientes de e-commerce. Se houver problemas com o transporte dos produtos e eles não chegaram ao consumidor no tempo estipulado previamente, fica difícil ele voltar a comprar em sua loja virtual. Por isso, não deixe de levar em conta a segurança das mercadorias ao longo do trajeto que será percorrido.

A melhor opção

Se você decidir contratar uma transportadora, o passo seguinte é escolher a opção ideal. O empreendedor deve fazer uma análise e constatar qual empresa oferece o serviço mais adequado às necessidades da loja virtual, levando em conta fatores como o custo-benefício e os prazos de entrega.

Atualmente, os empreendedores podem contratar grandes empresas no ramo, como a Fedex, a UPS e a DHL, por exemplo. No entanto, é preciso estar atento: uma transportadora menor pode, em alguns casos, oferecer um custo-benefício maior. Por isso, pesquisar as empresas do mercado é indispensável.

Tenha uma decisão certeira

Com todas essas informações em mente, analise qual alternativa é a mais adequada para o seu negócio. Não esqueça de que é fundamental levar em conta o peso e o tamanho dos produtos que você vende pela internet, pois esses fatores influenciam os preços que você pagará pelo transporte.

Gostou das dicas do artigo? Então compartilhe o texto com outras pessoas e não esqueça de deixar seu comentário na página. Boa sorte!