Dinâmica de startups exige recrutamento de perfis compatíveis

Deixar um comentário

Em fase inicial, com estrutura enxuta e poucos recursos, as startups apresentam uma dinâmica de trabalho diferente das empresas tradicionais. Do perfil empreendedor à capacidade de adaptação, é preciso escolher com cuidado os profissionais que farão parte do projeto.

Para ajudá-lo nessa tarefa e permitir que você aumente as chances de sucesso da empresa, reunimos algumas dicas com as principais características que devem ser consideradas no recrutamento. Confira.

dinâmica
Diferentes das demais empresas, as startups contam com uma dinâmica própria de trabalho. Foto: iStock, Getty Images

Startups têm dinâmica própria

Em primeiro lugar, é preciso afastar o pensamento mágico que ronda as startups. É o que  defende o ex-programador do Google Michael Church em um post no seu blog. “As melhores e piores empresas tendem a ser as startups. Como as piores não costumam viver o suficiente para se tornarem grandes companhias, há um pensamento mágico de que as startups são empresas superiores em sua essência. Não é o caso”, afirma ele.

Afastar o pensamento mágico significa entender que as startups apresentam uma dinâmica de trabalho diferente das empresas tradicionais, e que isso não é necessariamente adequado para todos os perfis de funcionários.

As características que diferem as startups são justamente as mais importantes no momento de analisar candidatos e recrutar profissionais. Entre as principais, pode-se elencar:

Ritmo

Os ritmos de trabalho – e a dinâmica em si – são mais acelerados nas startups: prazos curtos, mudanças constantes e intensa movimentação – de pessoas e ideias – fazem parte da rotina.

Adaptação

Alguém preso aos costumes corporativos antigos dificilmente se adaptará à rotina e à dinâmica das startups. Priorize os perfis dispostos a mudar e que não temem momentos de instabilidade.

Autonomia, pró-atividade e responsabilidade

É impossível monitorar o trabalho dos funcionários a todo momento, embora o resultado das tarefas sejam essenciais para o futuro da empresa. Valorize, portanto, profissionais responsáveis e autônomos, capazes de garantir um bom desempenho mesmo sem supervisão.

Organização

A rotina agitada não significa desorganização. Tudo fica mais complicado quando há falta de  método e dificuldade para criar um fluxo de trabalho ordenado.

Engajamento

Vestir a camisa da empresa é uma condição quando o assunto são as startups. Sem engajamento dos funcionários, será difícil fazer as coisas funcionarem para atingir os resultados desejados

Definindo o melhor perfil para a dinâmica da sua empresa

Depois de especificar essas característiscas, é preciso definir o perfil que você considera ideal para trabalhar na sua startup e ajudá-la a crescer. Em geral, essas empresas costumam empregar jovens com grande capacidade de inovação, além de programadores, engenheiros e designers com capacidade técnica acima da média.

Mas essa não é uma regra. Ninguém conhece a dinâmica da empresa melhor do que você. E é justamente por isso que sua presença é fundamental na hora de recrutar talentos. Embora seja possível contratar os serviços de profissionais de recursos humanos, é importante estar presente para garantir a completa identificação do profissional.

Lembre-se: em startups, contratar bem é minimizar a margem de erro. Então, boa sorte e bom recrutamento!

Gostou das dicas de recrutamento? Deixe um comentário!

 

Comentários

  1. JoaoCarlos dice:

    A diferença está toda no dia a dia do trabalho. Já fui funcionário de startups e empresas tradicionais e gosto muito mais do primeiro tipo, mas acredito que não é para todo mundo.