SMS: enviar mensagens para clientes pode ser boa estratégia

Deixar um comentário

É desagradável, mas também comum, receber uma SMS indesejada, alertando sobre uma promoção que pode estar mais próxima de um golpe do que da realidade. A mensagem de texto no celular incomoda muita gente, mas, se utilizada de forma adequada e condizente com os objetivos da empresa, pode ser uma ferramenta eficiente para facilitar o relacionamento com o cliente.

Maurício Pires, diretor de negócios da 21 Mobile, agência especializada em mobile marketing, explica que, apesar de ser visto com maus olhos e considerado invasivo por muitos clientes, o envio de mensagens SMS é uma boa ferramenta de marketing por permitir uma comunicação rápida, objetiva, de baixo custo e com maiores índices de entrega e leitura do que outras formas de comunicação digital, como o e-mail.

“Mesmo com outras tecnologias surgindo, continua sendo a mais abrangente”, diz Pires. “Hoje, todos os aparelhos de telefone celular comercializados, desde o mais básico até o mais moderno, possuem essa tecnologia”, completa.

sms
Se utilizado com o devido cuidado, SMS pode ser ferramenta útil de marketing. Foto: iStock, Getty Images

SMS facilita o relacionamento com o cliente

Pires explica que a grande vantagem de se utilizar o SMS como ferramenta de marketing é a possibilidade de estreitar o relacionamento entre a empresa e seus colaboradores. Segundo ele, o SMS é uma ferramenta versátil que pode ser utilizada por diferentes setores e com propósitos diversos.

“Podemos citar como exemplo mensagens de confirmação de transações bancárias, pesquisas de satisfação e ações pós-venda, envio do código de rastreamento de produtos (e-commerce), lembretes de consultas médicas, marketing de relacionamento, recuperação de crédito e mensagens de alertas para serviços que necessitam de monitoramento”, exemplifica.

Envio de SMS deve respeitar o cliente

Pires afirma que não existe um modelo ótimo de utilização de SMS como ferramenta – ele depende do tipo de negócio e do objetivo que se deseja para a ação. “Uma empresa de entregas pode mandar diversos SMS em um curto período, informando cada alteração de status de entrega do produto. Por outro lado, uma loja não vai comunicar o lançamento de uma nova coleção diariamente”, diz.

O essencial para que a estratégia não seja considerada invasiva pelo cliente é enviar SMS apenas para aqueles que expressaram que aceitam receber essas mensagens.

Esse é um pequeno cuidado que deve ser tomado ao solicitar o número de telefone do cliente, indica o especialista. Também é necessário dar ao cliente a opção de cancelar o recebimento das mensagens. “Esses cuidados deveriam ser tomados também ao solicitar o e-mail e outras informações de contato”, indica.

Pires, contudo, reconhece que a utilização equivocada desta ferramenta, como através do envio exagerado de mensagens indesejadas, gera resistência por parte das pessoas. No entanto, ele acredita que a utilização adequada de SMS pode até vir a ser bem vista pelo cliente.

“Até mesmo as pessoas que não tiveram uma boa experiência anterior acabam sendo impactadas positivamente ao receber e interagir via SMS a uma informação útil e no tempo correto”, diz. “Por isso deve-se sempre respeitar a escolha do cliente em receber ou não comunicações seja ela via SMS, e-mail, ligações e correspondências”, finaliza.

Comentários

  1. Ju Guerra dice:

    Eu particularmente não gosto de receber mensagens indesejadas, mas acredito que pode ser uma boa estratégia. Afinal, a cada mil, pelo menos um destinatário pode se interessar.