Monte o pitch perfeito com 6 slides

Deixar um comentário

Ter um bom plano na cabeça e a capacidade para executá-lo, às vezes, não é o suficiente para levar uma startup ao sucesso. Sem o capital necessário, não é possível tirar o projeto do papel. Saber preparar um bom pitch, nesses casos, pode ser decisivo para convencer um investidor a dar esse empurrão inicial.

O pitch é uma breve apresentação que tem o objetivo de mostrar uma ideia de negócio para um possível investidor, despertando o seu interesse. Dificilmente a apresentação do produto durará mais do que cinco minutos – ou seja, não há muitos cartuchos para queimar.

pitch
O pitch é uma forma de apresentar a ideia de um negócio brevemente. Foto: iStock, Getty Images

Adapte o pitch ao ouvinte

A apresentação pode ser uma simples e oportuna conversa de elevador ou uma exposição pública. A recomendação é que você tenha na manga um discurso pronto, resumido e objetivo, para quando surgir a chance de um papo de corredor com o investidor; mas também tenha preparada uma apresentação em slides para uma eventual reunião.

A efetividade da sua explanação será maior caso você conheça bem o público. “Para ouvintes que têm pouco conhecimento, procure fazer um pitch mais básico; para aqueles que têm know-how no seu segmento, apresente seu pitch mais avançado”, recomenda Carlos Spina, fundador da rede Anjos do Brasil, no livro Dicas e Segredos para Empreendedores.

Quer saber como preparar a apresentação perfeita para não deixar de aproveitar a oportunidade quando ela aparece? Confira, abaixo, o que colocar em cada slide do pitch.

Veja como montar o pitch perfeito

Slide 1: storytelling

Uma ótima maneira de despertar o interesse logo de cara é contando uma boa história. Se a sua ideia é de um aplicativo que resolve uma dificuldade comum do dia a dia, fale sobre isso. Conte um fato que aconteceu com você que retrate bem essa situação.

Slide 2: produto

Depois de contada a história com o problema, apresente a solução. Esse é o momento de falar sobre o seu produto e como ele facilita a nossa vida ou resolve o problema explicado antes. Não se prenda demais a detalhes – resuma o quanto puder como funciona a sua criação.

Slide 3: mercado

Aqui você precisa convencer o investidor de que o seu produto tem mercado. Prove que é um serviço inovador, fale do público-alvo e da concorrência – para isso, você precisa ter feito uma minuciosa pesquisa.

Slide 4: modelo de negócio

Por melhor que seja a sua ideia, ninguém vai investir nela se não enxergar uma boa perspectiva de lucro no futuro. Não espere que o investidor pense nisso por você – ofereça a solução. Detalhe como você pretende monetizar o produto.

Slide 5: equipe

Depois dos quatro primeiros slides, você convenceu o investidor que seu negócio tem potencial. Agora chegou o momento de convencê-lo de que você e sua equipe são as pessoas adequadas para torná-lo realidade. Aqui, as características profissionais e de personalidade são mais importantes que as experiências passadas.

Slide 6: pedido

Por fim, diga o que você quer. Exponha quanto você precisa para colocar o projeto em desenvolvimento e detalhe como gastará esse dinheiro, por quanto tempo vai durar e qual o retorno esperado.

 

Comentários

  1. Gabi Alves dice:

    Dicas muito valiosas! Nem sempre é fácil balancear conteúdo e tempo numa apresentação para investidores. É sempre bom ler sugestões a respeito.