O que é um KPI e como pode ajudar a sua empresa

Deixar um comentário

Key Performance Indicators (KPI), ou indicadores-chave de desempenho (na tradução do inglês), são métricas empresariais utilizadas para avaliar fatores cruciais para o sucesso de um negócio. Esses indicadores medem o sucesso de uma empresa em atingir objetivos pré-definidos.

Os KPIs variam de organização por organização, dependendo da prioridade ou dos critérios utilizados para analisar resultados. Por exemplo, para um comércio, os indicadores podem ser o faturamento total ou uma métrica de fidelidade da clientela, enquanto para uma organização governamental o principal indicador pode ser a taxa de desemprego.

Para que servem os KPIs

KPIs são aplicados a empresas para avaliar tendências e indicar um caminho de ação para o negócio. As métrias auxiliam a organização a avaliar o progresso em relação aos objetivos declarados.

KPI
KPIs são indicadores que ajudam a empresa a avaliar os fatores cruciais para o cumprimento dos objetivos do negócio. Foto: iStock, Getty Images

Para empresas, objetivos podem envolver produzir produtos ou serviços da maior qualidade possível, o que tem como consequência o lucro. Nesse caso, os KPIs podem incluir resultados de vendas, satisfação dos clientes, percentual de clientes que retornam e o percentual de produtos devolvidos ou fabricados com defeito.

Você pode utilizar esses indicadores como uma ferramenta de gerenciamento de desempenho. KPIs dão a todo a equipe uma visão clara do que é importante e do que precisam fazer. De posse deles, garanta que cada funcionário fará o necessário para cumprir ou exceder sua meta. Uma boa divulgação do avanço dessas métricas pode servir como um forte elemento motivacional para a sua equipe.

Como definir um KPI

Um KPI só tem valor pela ação que inspira. Com frequência, muitas empresas adotam indicadores utilizados por outras organizações e acabam se surpreendendo porque eles não trazem resultados positivos.

Um aspecto importante dos KPIs, mas usualmente negligenciado, é que eles são uma forma de comunicação. Logo, quanto mais sucinta, clara e relevante for a informação, mais facilmente será absorvida e terá a maior probabilidade de gerar uma ação.

Para desenvolver estas métricas, a empresa deve começar com a tarefa básica de definir quais são os objetivos da organização, como pretende atingi-los e quem pode agir. Esse deve ser um processo interativo que envolve o feedback de toda a equipe.

Para serem efetivos, esses indicadores-chave devem ser quantificáveis. Por exemplo, a moral dos trabalhadores pode ser importante para a empresa, mas como é muito difícil de mensurar este elemento em números, ele não pode ser considerado um KPI. Da mesma forma, gerar mais retorno de clientes é um indicador pouco útil se a sua empresa não tiver como distinguir clientes novos e repetidos.

Seus indicadores são eficientes?

Uma forma de avaliar a relevância de um KPI é testá-lo com as seguintes perguntas: Seu objetivo é específico? O progresso pode ser mensurável em relação ao objetivo? A meta é realisticamente atingível? Quão relevante é o objetivo para a sua organização? Qual é o período de tempo estipulado para que o objetivo seja cumprido?

Além disso, os indicadores devem ser constantemente avaliados e reavaliados. Por exemplo, se a empresa excedeu a meta de faturamento do ano antes do previsto, cabe analisar se ela era muito baixa ou se existe outro fator que impactou no resultado.